Comer Maçãs Promove Uma Bactéria Que Emagrece

Você sabia que as maçãs têm uma bactéria que ajuda a emagrecer? Bem, parece ser assim, de acordo com um estudo realizado nos Estados Unidos. Por esta razão, não deixe de ler este artigo e assim se dará conta do quão bom é consumir uma por dia.

A maçã é uma das frutas mais populares, pode ser comida sozinha como um lanche, em sucos ou batidos e até mesmo em saladas e sobremesas. Além disso, é um dos alimentos mais recomendados para perda de peso graças as suas propriedades saciantes e baixo teor calórico, de aproximadamente 52 calorias por cada 100 gramas.

No entanto, isto depende da variedade, apesar de existirem milhares de variedades as mais comuns são a vermelha e a verde. A primeira é doce e pode conter as calorias indicadas acima devido ao seu teor de açúcar, enquanto que as verdes são ácidas e podem fornecer até 50% menos calorias.

Comer Maçãs Promove Uma Bactéria Que Emagrece

Durante uma dieta para perder peso é aconselhável consumir a variedade que preferir da maçã crua (as verdes são as mais adequadas) e sem adição de açúcares. E o mais importante, nunca as descasque, a casca de quase todas as frutas é a parte mais importante, contém mais propriedades.

Leia também: "Dieta da Maçã: Benefícios e Contra-Indicações".

Neste caso em particular aumenta a qualidade de queimar gordura, já que inteira é considerada um alimento de calorias negativas, isso quer dizer que gasta mais calorias no processo digestivo do que aquelas que, fornece o alimento em si.

As Maçãs e Uma Bactéria Boa

As propriedades da maçã verde, especificamente da variedade Granny Smith demonstraram que vão mais além do que é reconhecido. Cientistas da Universidade Estatal de Washington mostraram que os compostos indigeríveis desta variedade poderiam ajudar a prevenir doenças relacionadas com a obesidade.

Enquanto todas as maçãs são boas fontes destes compostos, existem certas variedades que podem ser mais eficazes para este fim. Especificamente as maçãs Granny Smith, ou seja, as maçãs verdes beneficiam o crescimento de bactérias que estimulam a digestão, devido ao seu conteúdo de polifenóis e fibras, juntamente com uma baixa quantidade de carboidratos.

Estas suportam o ácido do estômago e as enzimas digestivas e chegam ao cólon, ali são fermentadas e beneficiam o crescimento de bactérias no intestino. Esta descoberta poderia ajudar as pessoas que sofrem de obesidade, já que altera o equilíbrio das bactérias do cólon que resultam em inflamação e outros transtornos metabólicos associados com a obesidade. Isto é, a maçã Granny Smith estabiliza os processos metabólicos e produz sensação de saciedade.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

;
Confira Mais Sobre Esse Assuto