Durante anos ouvimos dizer que não se pode abusar dos ovos, por isso pensamos que comer um ovo por dia era ruim para a saúde. Mas estudos recentes têm demonstrado que, se você é uma pessoa saudável, pode consumir um ovo diariamente e isso não significa que você pode sofrer de colesterol elevado. Sempre se relacionou o ovo com a hipercolesterolemia, devido ao fato de que os ovos contêm gorduras saturadas que podem ser prejudiciais para a saúde. Mas vejamos exatamente a composição do ovo.

O teor nutricional do ovo, segunda a analise da clara, da gema ou da casca, contém diferentes percentagens de proteínas, lípidos e minerais. A clara do ovo contém 11,8 gramas de proteínas, 0,2 de lípidos e 0,8 de minerais, enquanto que a gema apresenta 17,5 gramas de proteínas, 32,5 de lípidos e 2 gramas de minerais. Sem contar com a casca, que é uma grande fonte de cálcio. De tudo isso falaremos neste artigo e esclareceremos se é bom ou ruim comer um ovo por dia.

Concentrando-nos na composição apenas da clara do ovo, encontramos que contém ovomucina, ovalbumina, conalbumina, ovomucoide, isoenzima, avidina, flavoproteína e ovoinibidor. Todos estes tipos de proteínas o convertem em um alimento de alto valor nutritivo. Se à isso, adicionamos o fato de que dentro dos lípidos encontrados no ovo, 3,6% forma ácidos graxos insaturados, 1,6% de poli-insaturados e apenas 2,8% corresponde às gorduras saturadas, os médicos concluem que o ovo é um alimento que as pessoas saudáveis podem consumir diariamente.

Comer Ovos Todos Os Dias: Bom ou Ruim?

Estudos realizados pela FEC (Fundação Espanhola do Coração) e estudos recentes publicados no British Medical Journal, concluíram que não se pode relacionar diretamente o risco de doenças cardiovasculares com o consumo de ovos. Então, se você tiver um bom estado de saúde e pratica esporte regularmente, pode incluir um ovo por dia em sua dieta. Irá te fornecer uma abundância de proteínas e nutrientes saudáveis e seus níveis de colesterol não serão afetados.

Outra coisa é se você sofre de alguma doença, está seguindo uma dieta especial ou sofre de hipercolesterolemia. Nesse caso, o melhor é consultar um especialista e evitar o abuso do ovo em sua dieta. Vamos conhecer melhor as propriedades que o ovo pode nos fornecer.

Leia também: “Ovo, O Rei das Proteínas – Coloque Ovos em Sua Dieta“.

Propriedades do Ovo:

Dentro das propriedades do ovo se destaca o seu alto teor de proteínas. Além disso, é um alimento muito valor nutricional, uma vez que fornece todos os aminoácidos que o nosso organismo necessita para estar saudável. No entanto, outro dos conteúdos do ovo, e o mais polêmico, são as gorduras. Mas temos discutido apenas uma baixa percentagem das gorduras contidas no ovo são saturadas, ou seja, seriam potencialmente não recomendáveis ou perigosas para a saúde. Os ovos nos fornecem carboidratos, mas em proporção muito pequena. No entanto, sim, contêm vitaminas como niacina, riboflavina, ácido fólico e biotina. Também têm vitamina A e vitamina D, e um elevado conteúdo de minerais. Nos fornece magnésio, potássio, cálcio, fósforo, ferro, sódio, enxofre e zinco, entre outros aminoácidos.

Além de todos estes nutrientes, no ovo está presente a colina, que é uma vitamina necessária para a formação das membranas celulares. Atua como um desenvolvedor dos neurotransmissores do cérebro e controla o metabolismo lipídico. Se isso não bastasse, também contém luteína. É um nutriente altamente antioxidante que se encontra presente na retina do olho, por isso é responsável para a regeneração de retinol, o que significa que fomenta uma melhor visão e evita a deterioração do aparelho visual, combatendo o aparecimento de cataratas.

Se nos concentrarmos em sua principal característica, como é o caso da proteína, o ovo possui uma proteína de muito alto valor. Um único ovo, de tamanho grande, contém 6 gramas de proteína completa. A importância da ingestão de proteína se deve ao fato de que preserva a musculatura, atua como um favorecedor do desenvolvimento ósseo, ajuda a queimar gorduras, favorece a perda de peso (devido ao seu efeito saciante) e reduz o estresse.

E se nos concentrarmos na casca, veremos que fornece cálcio, ferro, fósforo, magnésio, potássio, sódio e cálcio. Previne a osteoporose e promove o crescimento dos ossos. Mas é seguro comer ovos todos os dias?

Leia também: “Remédios Caseiros Com Ovos Para Saúde e Beleza“.

É Perigoso Comer um Ovo Todos os Dias?

Se você é uma pessoa saudável, ou seja, possui um bom estado de saúde, não sofre de qualquer doença que te obriga a seguir uma dieta específica ou não sofre de nenhum tipo de alergia ou intolerância ao ovo, te sido demonstrado que comer um ovo todos os dias é recomendável. O mito de que o ovo fazia aumentar o colesterol e favorecia o aparecimento de doenças cardiovasculares foi banido pelos estudos que os médicos e pesquisadores têm realizado.

Na verdade, o ovo contém HDL (colesterol bom), o que significa que um consumo regular de ovos promove níveis mais elevados de HDL, já que o ovo, devido à sua composição, transforma o colesterol LDL (colesterol ruim) em HDL.

Além disso, de acordo com testes realizados, se chegou à conclusão de que 70% das pessoas que comem diariamente ovos têm níveis de colesterol LDL inferiores em relação às que não costumam consumir ovos. E não apenas favorece o colesterol bom no sangue. Também o seu consumo está relacionado com a prevenção de sofrer um derrame cerebral ou um acidente cardiovascular, por isso a conclusão é que não é perigoso em absoluto comer ovos todos os dias, sempre que seja em uma quantidade moderada e não soframos de nenhuma doença que nos proíba.

Mas, para poder incluir os ovos em nossa dieta diária, vamos considerar algumas recomendações. No momento de consumir ovos é melhor evitar comê-los crus, uma vez que o risco de intoxicação por bactérias aumenta se não são cozidos. É melhor consumir ovos orgânicos ou ovos de aves domésticas e não os de grandes granjas produtoras. Estes últimos não são recomendados, já que as galinhas são submetidas a algumas condições muito estressantes que fazem com que o cortisol dispare. Estas alterações hormonais causadas pelo estresse de estarem enjauladas afetam a composição dos ovos.