A dieta Paleo está causando furor entre as celebridades de Hollywood, embora seja uma dieta que já tem um tempo, desde os anos 70 o gastroenterologista Walter L. Voegtlin começou a difundi-la.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Esta dieta é baseada na ingestão de alimentos que provém da natureza (verduras, frutas, carnes, ovos, frutos secos, sementes, ervas) e deixar de lado os alimentos processados (incluindo açúcar, farinha, trigo, massas).

Você também pode encontrá-la com o nome de dieta primitiva ou ancestral e sua prioridade são entender o corpo de cada pessoa e adaptar a dieta a sua alimentação, suas necessidades.

Embora o conceito desta dieta vá muito além da alimentação e termine sendo um estilo de vida, já que os alimentos incluídos não são tão compatíveis com as grandes cidades ou a vida longe da natureza.

É Saudável a Dieta Paleolítica?

A dieta Paleo inclui:

  • Carne, órgãos e caldo de animais criados em liberdade e orgânicos, ou seja, alimentados com capim e não com soja nem outros alimentos preparados.
  • Verduras, vegetais e frutas sem agrotóxicos e orgânicos.
  • Gorduras saudáveis, como o abacate ou o azeite de oliva, amêndoa ou de coco.

Ao mesmo tempo deve-se evitar:

  • O leite pasteurizado (você deve tomar leite cru ou vegetal).
  • Glúten, embora você não seja celíaco, pode lhe causar inflamação no corpo, além disso, é um produto altamente industrializado.
  • Grãos, apesar de todos os benefícios que os grãos têm na dieta, aqueles que escolhem a dieta Paleo preferem evitá-los.
  • Adoçantes, óleos industriais hidrogenados.
  • Um ponto muito interessante desta dieta é encontrar o equilíbrio entre trabalho e lazer. Este, inspirado pelo equilíbrio que o homem primitivo já encontrava em seu tempo. Aqui é onde a dieta se complica ainda mais e muitas pessoas preferem se mudar para espaços mais naturais, onde é possível conseguir seu próprio alimento e ter uma vida mais leve e livre de estresse.

    É uma dieta controversa, já que enquanto elimina os pesticidas, glúten, alimentos geneticamente modificados e elaborados industrialmente, que são alguns dos grandes males da dieta contemporânea. Por outro lado, significa uma mudança radical em sua vida, por isso é importante que se você quiser experimentá-la, o faça pouco a pouco e consciente.

    Comece eliminando o glúten, os laticínios e os açúcares refinados, continua por um tempo, podem ser duas semanas, um mês ou dois e revise as reações do seu corpo; se você pode começar a adicionar leite cru e ovos, caso você não possa tolerá-los pode eliminá-los, já que a dieta deve se adaptar a você também.

    Embora seja uma dieta inspirada pelo homem paleolítico a verdade é que agora não o somos, por isso, a ideia não é copiar a alimentação dessa época, mas moldá-la ao nosso estilo de vida atual. É preciso levar em conta que o homem antes fazia muito mais exercício, caminhava muito mais, caçava e tampouco existiam as doenças que hoje em dia são comuns, como o câncer.

    Por sua raiz na alimentação paleolítica muitas vezes acredita-se ser uma dieta rica em proteínas, desequilibrada e restritiva demais. Além disso, a ideia de eliminar o conceito de café da manhã, almoço, lanche e jantar vai totalmente contra o que se acredita atualmente.

    Enquanto por um lado é interessante eliminar as farinhas e outros alimentos prejudiciais como os industrializados, por outro, são parte da dieta atual, e que se consumidos em uma medida adequada não tem porque prejudicar a saúde.