Fibra Dietética Solúvel E Insolúvel Para Baixar O Colesterol

Uma das substâncias naturais mais importantes para o tratamento do excesso de colesterol é a fibra dietética. A fibra contida nos alimentos desempenha um papel muito importante na dieta, já que são muitos os seus benefícios para reduzir a hipercolesterolemia.

Fibra dietética e o colesterol:

Existem muitas substâncias que ajudam a reduzir o colesterol de forma natural, entre as quais podemos mencionar a fibra dietética. Estima-se que esta pode reduzir cerca de 20% do colesterol total e do colesterol LDL ou ruim.

Fibra Dietética Solúvel e Insolúvel Para Baixar o Colesterol

A fibra é parte da estrutura das plantas, portanto, apenas se encontra nos alimentos de origem vegetal:

  • Frutas
  • Vegetais
  • Legumes
  • Cereais integrais ou de grãos inteiros

Tipos de fibra dietética:

A fibra dietética pode ser classificada em função das suas propriedades físicas, em fibra solúvel e insolúvel.

Fibra solúvel:
Está formada por componentes, como a pectina, inulina, ágar-ágar, etc.

É fermentável e favorece a formação da flora intestinal.

Sua principal característica é a de absorver água, formando um composto gelatinoso, capaz de capturar, envolver substâncias gordurosas e açúcares e eliminá-las do corpo. Desta forma, consegue regular os níveis de colesterol, triglicérides e glicose no sangue.

Age estimulando o trânsito intestinal, graças ao aumento do volume das fezes.

Pode ser encontrada nos seguintes alimentos:

  • Frutas
  • Cereais
  • Vegetais

Fibra insolúvel

Encontra-se nos alimentos de origem vegetal.

Caracterizam-se por ser indigesta pelas secreções digestivas.

Seus componentes (celulose, hemicelulose, lignina, amido) são pouco fermentáveis e não podem absorver água.

Age estimulando as contrações desde o estômago passando pelo intestino delgado até chegar ao cólon, como resultado desta situação aumenta o peristaltismo e o trânsito intestinal, e assim ajuda a eliminar os resíduos orgânicos.

Pode ser encontrada nos seguintes alimentos:

  • Grãos integrais
  • Farelo de trigo
  • Nas folhas de acelga
  • Espinafre
  • Legumes frescos em geral
  • Cascas de frutas

Os benefícios da fibra dietética para reduzir a hipercolesterolemia, baseiam-se na fibra solúvel.

Como é a relação entre a fibra dietética solúvel e o colesterol?

• Mistura-se com água no intestino, esta mistura trava o excesso de colesterol que circula no sangue e o elimina através do intestino.

• Estimula o peristaltismo intestinal, portanto, pode agir sobre a eliminação do colesterol de forma direta.

Por conseguinte, é importante incluir alimentos ricos em fibra na dieta habitual para prevenir ou tratar a hipercolesterolemia.

Para reduzir os níveis de colesterol no sangue é necessário consumir entre 20 a 35 gramas de fibra dietética por dia. Para aperfeiçoar suas propriedades, é importante tomar bastante líquidos e realizar atividade física diária.

Fibra solúvel e insolúvel para reduzir o colesterol

As semelhanças e diferenças das fibras solúveis e insolúveis fazem com que o seu consumo combinado seja essencial no momento de conseguir reduzir e controlar os níveis de colesterol e triglicérides no sangue. Esta é a principal razão pela qual o consumo diário é recomendado.

No entanto, é importante ter alguns cuidados no seu consumo, se você possui alguma das seguintes complicações:

  • Gastrite
  • Úlcera Gastroduodenal
  • Hérnia de hiato
  • Inflamação intestinal ou cólon irritável

Para evitar sofrer efeitos colaterais e aproveitar saudavelmente suas propriedades, incorpore a fibra à sua rotina alimentar em três etapas:

Primeira etapa. Você deve começar experimentando a tolerância com fibra modificada por cozimento e subdivisão; ou seja, alimentos ricos em fibras (frutas e verduras), mas cozidos e cortados em pedaços pequenos. Você deve mastigar corretamente, até conseguir esmagá-los corretamente.

Segunda etapa. Se você tiver tolerado corretamente, deve progredir para fibra crua subdividida; ou seja, alimentos como verduras e frutas, esmagadas ou cortadas em pedaços muito pequenos.

Terceira etapa. É importante notar que nem sempre se consegue chegar a esta etapa, especialmente se sofremos as doenças acima mencionadas. Se forem bem toleradas as duas etapas anteriores, você pode tentar a tolerância, consumindo frutas inteiras com casca e verduras cruas, como verduras de folhas, tomate com pele, abobrinha verde com pele, além de legumes e cereais integrais.

Lembre-se que diante de quando em dúvida, você deve consultar o seu médico ou nutricionista.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

;
Confira Mais Sobre Esse Assuto