Adicionar algo novo aos alimentos, nem sempre significa que eles estão sendo melhorados, pelo menos no que diz respeito à nossa saúde. Alguns estudos sobre a segurança dos aditivos, são baseados em testes com animais. Alguns desses aditivos podem provocar câncer então você tem que escolher bem a sua dieta.

Então, vamos ver uma lista de alguns aditivos que podem se tornar cancerígenos para o nosso organismo: nitrito de sódio, bromato de potássio, BHA e BHT, propil galato, MSG, gorduras trans, aspartame, acesulfamate K, corantes alimentares: Azul 1, 2; Vermelho 3, verde 3, amarelo 6, Olestra, açúcar branco, o cloreto de sódio.

Nitrito de Sódio

Usado para conservar produtos base como carne, realçando a sua cor e sabor. Geralmente é adicionado ao bacon, presunto, carne de porco, peixe defumado e carne enlatada, como dissemos antes, realçando a cor e o sabor. Este aditivo ou conservante impede que as bactérias cresçam, mas vários estudos têm relacionado o consumo com o aparecimento de certos tipos de câncer.

Leia também: “Aditivos Alimentares: O Que São os Aditivos Alimentares? Saiba mais Sobre a Tecnologia Alimentar“.

Bromato de Potássio

É raro, mas ainda legal nos EUA usá-lo como um aditivo para dar volume na farinha branca, pães e bolos. Este bromato causa câncer em animais, e até mesmo pequenas quantidades de pão podem criar um risco para as pessoas.

Lista de Conservantes Cancerígenos

BHA e BHT

Hidroxianisole butilato (BHA) e butil hidroxitouleno (BHT), devemos ser muito cautelosos com estes. São antioxidantes utilizados para conservar alimentos habitualmente consumidos em casa, a fim de evitar a oxidação. Estes são encontrados em cereais, chicletes, batatas fritas e óleos vegetais. Também impede que os óleos se tornem rançosos. A possibilidade de ser cancerígeno é muito preocupante. O Butilato hidroxianisole (BHA) e butil hidroxitouleno (BHT) sofrem alterações durante este processo, e podem formar um composto que reage no nosso organismo. Os especialistas salientam que os aditivos não são criados para causar câncer, embora em alguns indivíduos, possa haver risco.

Propil Galato

Um conservante que deve ser evitado. Utilizado para evitar que as gorduras e os óleos estraguem. Pode ser encontrado em produtos de carne, base de caldo de galinha e chicletes. Embora não esteja provado ser cancerígeno, estes têm demonstrado que pode haver uma ligação direta entre a sua utilização e o câncer em animais.

Glutamato Monossódico

É um aminoácido que é usado para melhorar o sabor de sopas, molhos para saladas, batatas fritas, alimentos congelados e comidas de restaurantes. Basicamente pode ser associado com comida asiática e seus aromas. Isto pode causar dor de cabeça, náuseas e em estudos com animais, estão associados com a lesão neuronal no cérebro dos ratinhos.

Gorduras Trans

Uma lista de aditivos perigosos, já que quando consumidos em excesso podem trazer problemas cardíacos. Verificou-se que o consumo destas gorduras causa doenças cardíacas, e cria as condições ideais para derrame cerebral, infarto do miocárdio, insuficiência renal…

Asparmato

Um aditivo encontrado em alimentos dietéticos, bem como sobremesas, gelatinas, misturas, como adoçantes… As conclusões apresentadas pela FDA, OMS, FAO e do ADA, revelaram que o aditivo não é perigoso.

Acesulfamate K

Adoçante artificial mais novo que os anteriores, aprovado pela FDA em 1998 e sua utilização é em refrigerantes. Também pode ser encontrado em produtos de panificação, sobremesas de gelatina e goma de mascar. Embora alguns estudos mostrem que acesulfamate K pode causar câncer em ratos, sua inclusão nesta lista se deve ao fato de que é preciso realizar mais estudos para determinar se é perigoso ou não.

Leia também: “Principais Reações aos Diferentes Aditivos Alimentares“.

Corantes Alimentares: Azul 1 e 2, Vermelho 3, Verde 3, e amarelo 6

Existem cinco cores no mercado, que estão ligadas ao câncer em testes com animais. Por exemplo, Azul 1 e 2, encontrado em bebidas, doces, bolos, biscoitos e alimentos para animais; Vermelho 3 usado para tingimento de cerejas, coquetel de frutas, doces e produtos de panificação; Verde 3, que é adicionado às bebidas, produtos de panificação e doces. Embora raramente usado, tem sido associado ao câncer de bexiga; Amarelo 6, adicionado às bebidas, salsicha, gelatina, bolos, biscoitos e doces, associado com tumores na glândula suprarrenal e rins.

Olestra

Esta é uma gordura sintética conhecida como Olean, e encontrada em algumas marcas de batata. Pode causar diarreia grave, cólicas e flatulência. Além disso, a Olestra inibe a absorção de vitaminas saudáveis provenientes de carotenoides solúveis, que se encontram nas frutas e vegetais e que, segundo se acredita, reduzem o risco de câncer e doença cardíaca.

Açúcar Branco

Frutas e cenouras, naturalmente, têm açúcar, mas o problema surge quando existe produto adicionado ao açúcar. Cereais, bolachas, molhos e muitos outros alimentos processados. Muito açúcar não só causa problemas com o peso, os dentes e os níveis de açúcar no sangue em diabéticos, como também impedem uma boa nutrição.

Cloreto de Sódio

O sal é outro aditivo oculto que pode afetar a saúde. Pode ser perigoso para a saúde e gerar transtornos cardiovasculares que causam pressão elevada, infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral (AVC) e insuficiência renal.