Os superalimentos fornecerão a sua dieta nutricional muitos dos nutrientes que você precisa para desfrutar de uma dieta saudável.

O Que São os Superalimentos?

Estamos em uma sociedade onde tudo tem que ser rápido e já, tantas vezes nos encontramos com a necessidade de consumir alimentos pré-cozidos em vez de caseiros, assim como, a falta de tempo dificulta o consumo de alimentos frescos e a manutenção de uma dieta variada, equilibrada e saudável.

Poderíamos pensar que esta é uma das razões pelas quais os superalimentos têm criado tanta atenção entre aqueles que desejam desfrutar de alguns hábitos alimentares saudáveis.

Para aqueles que ainda não ouviram falar dos superalimentos, estes são ideais para conseguir que os menus e pratos rápidos tenham todos os minerais e nutrientes necessários para conseguir uma alimentação ideal. Portanto, estes alimentos se destacam porque em pequenas quantidades fornecem uma grande quantidade de nutrientes necessários para a saúde.

Isso significa que você só pode consumir unicamente os superalimentos e estar saudável? A resposta é contundente, não.

Para desfrutar de um estilo de vida saudável é importante desfrutar de alguns hábitos alimentares equilibrados, o que significa que você tem que consumir de tudo, mas nas quantidades certas. Por exemplo, é preciso ter especial cuidado com as gorduras e os açúcares. Os superalimentos o que podem oferecer são o fornecimento de nutrientes que podem resultar difíceis de conseguir por qualquer motivo que seja, juntamente com uma série de benefícios muito interessantes.

O Que São os Superalimentos?

Benefícios dos Superalimentos:

Cada vez que ouvimos falar dos produtos ecológicos e biológicos, alimentos que estão em busca dos sabores antigos e da tentativa de reduzir os pesticidas sobre a alimentação para poder obter alimentos mais saudáveis. Sabemos que é complicado obtê-los, porque grande parte da terra e a atmosfera estão danificadas, por isso é importante poder contar com estes superalimentos que fornecem os nutrientes e minerais que o solo já não pode mais oferecer após o tratamento recebido nos cultivos.

Nas palavras da nutricionista Carla Zaplana, os superalimentos são “alimentos que aumentam o nível de energia, depuram o organismo e melhoram a saúde”.

O consumo de alimentos tão simples como alface ou uma salada de espinafre pode lhe fornecer um sangue depurado e oxigenado, portanto, um organismo mais limpo que em última análise gera uma maior sensação de bem-estar e vitalidade.

Podem e devem ser consumidos crus muitos deles, por isso, ao preparar um simples batido na parte da manhã você estará fornecendo ao seu organismo um grande tiro de energia. Isso também implica que se reduz o tempo gasto para cozinhar ou comer mal, fornecendo esses superalimentos grande parte do necessário.

Quais Alimentos São Superalimentos:

Seguindo a classificação dos alimentos feita pela nutricionista Zaplana, nós encontramos uma classificação que pode nos ajudar a ir melhorando a nossa alimentação:

  • Verdes: Os alimentos que têm folhas verdes são caracterizados por conter clorofila, esta é importante porque tem a qualidade de oxigenar o sangue. Entre os alimentos que fazem parte desta categoria destacaremos a spirulina e a erva de trigos, entre outros.
  • Frutas, frutos secos e sementes: Tal e como veremos com mais detalhes nos mirtilos para conhecer as propriedades desta categoria, podemos antecipar que estes contam com um nível importante de antioxidantes que são muito benéficos para a saúde. Além dos mirtilos, destacaremos o açaí e as sementes de cânhamo.
  • Apicultura: No site temos falado da importância e dos benefícios que fornecem produtos tão naturais, como o pólen de abelha, própolis e geleia real.
  • Algas: As algas – nori, kelp e wakame – têm um sabor muito curioso, muito marinho e realmente são um alimento muito saudável. Este alimento é rico em ômega-3, antioxidantes e minerais, o que facilita a regulação e a depuração do sistema nervoso.
  • Cogumelos: Os cogumelos como shiitake ou chaga têm excelentes propriedades medicinais, além de proporcionar um delicioso sabor às refeições. Destaca-se seu alto teor de fibra, a vitamina D que estimula o sistema imunológico e os minerais.
  • Ervas e especiarias: Sempre as temos a mão e quase ninguém conhece o autêntico valor das ervas e das especiarias a partir de um ponto de vista saudável. Dizemos que especiarias como a cúrcuma ou uma planta como aloe vera podem ser um anti-inflamatório natural com qualidades antioxidantes.
  • Outros: Existem alimentos que não poderiam ser unificados dentro de uma mesma categoria que os englobe devido à desigualdade da sua origem, por isso foi criada esta categoria para poder uni-los. Nesta se encontra o plâncton ou carvão ativado, por exemplo.

Superalimentos: Mirtilos. Em muitas ocasiões temos falado sobre os benefícios dos mirtilos para a saúde, sempre com a surpresa de como um pequeno alimento pode oferecer tanto aos seres humanos e como passa despercebido em nossa dieta básica.

Além disso, ao contrário de outros alimentos categorizados como superalimentos, a ciência apoia as propriedades dos mirtilos, sem qualquer dúvida.

Por exemplo, os mirtilos têm um elevado nível de antioxidantes vegetais que destroem as células cancerígenas, inibindo assim o crescimento das células que poderiam conduzir ao desenvolvimento desta doença. Outro benefício demonstrado é que o seu consumo previne a perda de memória associada com o envelhecimento.

Ao ser rico em antioxidantes, as moléculas previnem o dano celular, como a diabetes ou doença cardíaca. Você pode ler mais em: “Mirtilos Benefícios Para o Coração”.

Maca Peruana Superalimento. A maca é uma raiz de origem peruana que se destaca por suas extensas propriedades medicinais. Entre elas, vamos destacar suas qualidades para equilibrar os níveis hormonais, podendo tomar como exemplo a menstruação irregular que é uma condição que sofrem muitas mulheres.

Por sua vez, também podemos destacar a sua utilização para a osteoporose, melhorar o sistema imunológico, graças ao seu conteúdo de vitamina C e B com oligoelementos, sua luta contra a tuberculose, a melhora da memória quando existe um problema associado com a idade ou a prevenção da depressão.

Sim, é importante levar em conta que os excessos sempre podem provocar efeitos secundários, independentemente se o excesso é de algo natural. Por isso, é preciso considerar que podem se produzir diarreias ou dores intestinais, dores de cabeça, etc. e também evitar o seu consumo durante a gravidez ou amamentação.

Lista de Superalimentos:

Como você pode imaginar, há muitos alimentos que fazem parte desta categoria de superalimentos.

Nós quisemos destacar e descrever dois deles para que você possa conhecer mais sobre que tipo de alimento é descrito como super, mas aqui te deixamos uma lista simples para que você possa ir incluindo-os em seus hábitos alimentares:

  • Coco
  • Mel
  • Pimentas
  • Nozes
  • Cítricos
  • Cenouras
  • Maçãs
  • Alimentos de folhas verdes: repolho, pepino, nabo, ervilhas
  • Tomates
  • Abóbora
  • Ovos
  • Peixes gordos: salmão, cavala, sardinha, arenque…
  • Cúrcuma
  • Azeitonas
  • Coentro
  • Soja
  • Amêijoas
  • Quinoa
  • Gengibre
  • Cominho
  • Grão de bico
  • Lentilhas
  • Vinho tinto

Você pode ler mais em “Superalimentos Ricos em Gorduras Saudáveis”.