"Sempre ouvimos falar sobre os perigos que pode representar para a saúde o consumo de sal, mas é relevante lembrar que em pequenas quantidades o sal não é apenas importante para o nosso organismo é também necessário. Então, é importante saber como consumir o sal em nossas refeições para que não o façamos em excesso, mas sim consigamos ingerir as condições necessárias. "

Embora muito tenha se falado dos perigos da ingestão de sal, é relevante dizer que o mesmo é benéfico para o organismo sempre em pequenas quantidades.

Ensaios clínicos mostram que o corpo precisa de 3/5 de colher de chá (cerca de três gramas) de sal por dia, caso contrário, sofreria de náuseas, se enfraqueceria e acabaria por morrer.

No entanto, a maioria das pessoas consome de cinco a dez vezes a quantidade indicada, que em si é prejudicial.

O nome químico do sal de mesa é cloreto de sódio, e é precisamente o elemento sódio que é nocivo. Todos sabem que os alimentos apresentam sal em grandes quantidades: bacon, carne seca, bacalhau. No entanto, a lista de produtos sem sal que contém bastante sódio é realmente impressionante e entre os quais podemos citar abaixo:

  • Carne
  • Leite
  • Queijo
  • Maionese
  • Conservas
  • Picles
  • Ketchup

Se somarmos a estes alimentos todo o sal que vem da cozinha e na mesa, você terá uma ideia das enormes quantidades de sódio que consumimos diariamente.

Os médicos associam o excesso de sal a todos os tipos de doenças, desde os tornozelos inchados até as dores pré-menstruais. No entanto, a hipertensão arterial (pressão alta) é o mais alarmante dos males que estão associados com o sal.

Em termos simples, a pressão sanguínea é a força exercida sobre as paredes das artérias do sangue que flui através de mais de 100.000km de vasos sanguíneos no corpo humano. Quando esta força é excessiva surge à pressão alta a qual causa embolia, insuficiência renal ou ataque cardíaco. Por este motivo, em muitas regiões do mundo a hipertensão é considerada a principal causa de doença e morte.

O perigo de hipertensão é silencioso como ela. Uma pessoa pode ser hipertensa e pode não saber, já que não nota os sintomas até que a doença tenha causado danos irreparáveis para os rins, visão, artérias ou coração. Daí a importância de verificar a pressão regularmente.

Este transtorno não apenas se reserva para pessoas mais velhas, mas também ataca os jovens sem distinção de sexo ou condição social.

Com base no exposto, nos perguntamos então: Como é que podemos reduzir o consumo de sal? Como podemos nos acostumar a comer pouco sal? Como podemos desfrutar da comida sem sal?

Responder a estas questões não é fácil, porque, como foi mencionado, o sal está presente em quase todos os alimentos. Isso não significa que você deve desistir das suas comidas favoritas, mas que você deve comer mais daquelas que tenham baixo teor de sódio, tais como feijão, milho fresco, tomates crus, pimentões verdes e frutas frescas.

Recomendações

O verdadeiro segredo para se acostumar a comer pouco sal é perseverar. Por isso, recomendamos as seguintes ideias para tornar a vida mais fácil:

  • Compre um livro de receita especializado em receitas com baixo teor de sódio.
  • Grãos da estação, os brócolis e outros vegetais com uma gota de azeite, um pouco de suco de limão, alho ou pimenta.
  • Descubra os encantos das ervas aromáticas e especiarias, como o estragão, manjericão e açafrão.
  • Dê vida à carne com cebolas, cogumelos picados e folhas de louro. Salpique-a com vinho tinto de mesa (o cozimento, por vezes, contém sódio).
  • Tenha sempre a mão em sua geladeira alimentos pobres em sódio, como uvas, mamão, maçã e pêssego.
  • Não salgue a comida durante o cozimento, ou antes, de prová-la. Se estiver branda, não tempere com sal. Salpique-a com alguns grãos.
  • Coma mais frutas, legumes e sucos frescos (leia os rótulos dos produtos enlatados e você verá que muitos deles contêm sódio).
  • Evite sal, alho, cebola e aipo vendido em frascos.
  • Mantenha o saleiro na parte de trás da despensa, onde é quase impossível alcançar.
  • Lembre-se que o corpo precisa de um pouco de sal. Não elimine totalmente o sal da sua dieta. Se você está tentando engravidar, consulte o seu médico antes de reduzir drasticamente o consumo, e lembre-se que a moderação é o que nos permite desfrutar por mais tempo as coisas boas da vida.