Dia 21 de Setembro é o Dia Mundial de Alzheimer. O propósito desta comemoração é conhecer uma doença que afeta anualmente 100.000 novas pessoas no nosso país. Atualmente, só na Espanha, existem 700.000 pacientes de Alzheimer. Esta doença afeta também suas famílias, porque eles são fundamentais para cuidar de quem sofre da doença.

Este dia é destinado para divulgar informações sobre a doença, procurar o apoio e a solidariedade das pessoas, instituições e agências governamentais.

Nos últimos anos tem havido muitos avanços na investigação desta doença neuro degenerativa, que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Existem muitas drogas e terapias que controlam os sintomas mais comuns, tais como o déficit cognitivo, a depressão, a agitação ou os sintomas psicóticos que se apresentam com a doença mais avançada.

Além disso, no próximo ano se iniciam os testes da vacina conta o Alzheimer em 400 pessoas. Esta nova vacina vai combater a doença em seus estágios iniciais, quando o cérebro de pessoas afetadas ainda não atrofiou pela morte de neurônios.

No entanto, devemos insistir na importância crucial do diagnóstico precoce da doença, já que deste modo os tratamentos terão maior eficácia, de modo que será possível aliviar os sintomas clínicos típicos da doença de Alzheimer. Por isso, é importante estar ciente de uma série de sinais que podem alertar de que a doença está iniciando.

Leia também: “Diferentes Tipos de Demência na Doença de Alzheimer“.

  • Perda de memória de curto prazo: você esquecer o que fez nos dias anteriores. Este é um dos sintomas iniciais. Não confunda uma memória específica falha (data, nome do local,…), porque não é um sintoma da doença.
  • Se alguém perguntar algo e, poucos minutos depois, perguntar de novo como se fosse à primeira vez, é um sintoma a ser considerado.
  • Eles têm dificuldade para realizar atividades rotineiras da vida diária, e quando se repete todos os dias esta situação.
  • É muito comum que as pessoas com doença de Alzheimer tenham sérios problemas com a linguagem, a troca de palavras sem qualquer ordem ou sentido, tanto na hora de falar quanto de escrever, de modo que é difícil acompanhar a conversa. Também falam palavras muito comuns.
  • Desorientação temporal e espacial: é muito comum que os pacientes se percam até mesmo no próprio bairro, e esqueçam como eles chegaram lá, não sabendo nem como voltar para casa.
  • Perda do senso comum: por exemplo, agasalhar-se muito num dia de calor ou, pelo contrário, vestir mangas curtas quando está frio.
  • Alterações no humor: se o paciente encontra uma pessoa que não consegue se lembrar, e é acompanhado por um estado de irritação ou agressivo, pode ser outro sinal da doença de Alzheimer.
  • Eles têm dificuldade com o pensamento abstrato: eles têm dificuldade em executar os complexos processos mentais, tais como não se lembrar para que servem os números.
  • A pessoa coloca objetos em lugares que não são deles, por exemplo, um garfo no banheiro.
  • As mudanças de humor e comportamento são comuns. Eles podem ir de estar muito calmo para raiva em poucos segundos.
  • Alterações de personalidade também é um sinal de Alzheimer.
  • Apatia: eles param de fazer atividades anteriormente realizadas, sem nunca realmente saber por quê. A pessoa se torna passiva e não toma iniciativa. A pessoa se mostra apática e passa muitas horas sem fazer nada.
  • Ela perde a noção do tempo facilmente e não consegue situar as memórias no tempo.
  • É característico que, no início da doença, a pessoa possa ter sérios problemas para saber em que dia está, ou mesmo como descobrir.

Se vários destes sinais ou sintomas estiverem presentes em um membro próximo da família, e você está pensando se essa pessoa pode ter a doença de Alzheimer, é o mais claro indicativo de que precisam ver um médico, porque algo está errado.