A leucemia é um tipo de câncer no sangue. No entanto, é difícil de entender porque ao contrário de outros tipos de câncer, este não desenvolve tumores. A leucemia é uma doença das células do sangue, especificamente dos glóbulos brancos ou leucócitos, que são as células responsáveis pela defesa do organismo contra as infecções. Se você quer saber mais sobre o que é a leucemia e quais tipos de leucemia existe, continue lendo. Em Saúde Dicas, te falamos claramente sobre esta doença.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A cada quatro minutos uma pessoa é diagnosticada com câncer do sangue ou leucemia. E a cada 10 minutos, alguém com leucemia, morre. A leucemia, de acordo com estas estatísticas da Sociedade de Luta Contra a Leucemia e o Linfoma (The Leukemia and Lymphoma Society, uma das maiores agências de saúde mundial sem fins lucrativos que se dedica à luta contra o câncer no sangue) provoca mais mortes do que qualquer outro tipo de câncer entre as crianças e os jovens menores de 20 anos. Apesar de ser considerada uma doença de crianças, a leucemia também afeta os adultos.

Aprenda sobre a Leucemia: Um Câncer do Sangue

A leucemia é uma doença complexa, que requer a compreensão de vários aspectos. Vamos começar. As células do sangue incluem três: os glóbulos vermelhos que se encarregam de transportar oxigênio; as plaquetas, que são responsáveis pela formação de coágulos e os glóbulos brancos ou leucócitos, que têm como missão, combater as infecções do corpo. Estas células se formam na medula óssea, que é o tecido esponjoso que se encontra no centro dos grandes ossos do corpo, como a coluna vertebral, por exemplo.

Todos os dias, sem que você perceba, são produzidas bilhões de novas células do sangue na medula óssea. A maior parte destas células são glóbulos vermelhos, que são necessários em grandes quantidades para que transportem o oxigênio no sangue. Quando uma pessoa tem leucemia, a medula óssea começa a produzir mais glóbulos brancos do que o necessário. Ou seja, há um excesso de produção de glóbulos brancos que, geralmente, não amadurecem, mas tendem a viver muito mais do que o que é considerado normal em seu ciclo de vida.

A pergunta que certamente te surge é: e o que acontece quando há mais glóbulos brancos do que o que realmente requer o corpo? À primeira vista, parece que ter mais células que combatem as infecções no corpo, não tem nada de errado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O problema é que estas células são imaturas, e não podem combater as infecções como fazem os glóbulos brancos maduros. Além disso, à medida que se acumulam interferem no funcionamento normal do organismo, pois afetam a produção correta e saudável das células sanguíneas. Você imagina? Chega um momento em que não são produzidos suficientes glóbulos vermelhos para transportar oxigênio para todo o corpo, nem suficientes plaquetas para ajudar a formar coágulos quando necessário, e tampouco se produzem glóbulos brancos normais para poder defender o organismo contra as infecções.

A lógica e a ciência comprovam que, então, aqueles que têm leucemia são mais propensos a ter anemia, sofrer de hemorragia, de infecções e de hematomas na pele.

Leia também: "Leucemia: Sintomas e Tratamentos".

Existem vários Tipos de Leucemia:

Leucemia Aguda: este tipo de leucemia ocorre quando os glóbulos brancos se multiplicam rapidamente sem amadurecer, o que impede que realizem o seu trabalho.

Leucemia Crônica: neste tipo de leucemia, os glóbulos brancos amadurecem um pouco mais e se multiplicam mais lentamente, o que significa que podem funcionar normalmente durante algum tempo. Por isso, este tipo de leucemia pode passar despercebido e não causar sintomas por muitos anos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Outras classificações são com base no tipo de glóbulo branco afetado (linfócitos e mieloide). Dependendo do tipo de leucemia, também os sintomas podem variar. No entanto, estes são os mais comuns:

  • Fraqueza e fadiga constante.
  • Perda de peso repentina.
  • Gânglios inflamados.
  • Propensão a sangrar e sofrer de hematomas.
  • Infecções frequentes.
  • Febre e calafrios.
  • Transpiração excessiva durante a noite.
  • Pontos vermelhos na pele.

Sobre a leucemia ainda há muito a dizer. Mas nós esperamos que este artigo tenha dado ideia aproximada. Se você tiver qualquer sintoma que o preocupe, consulte o seu médico. Melhor agir a tempo.