Aprovam O Uso Da Insulina Inalada

Uma excelente notícia para quem sofre de diabetes mellitus. A Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, por sua sigla em Inglês), aprovou o uso de AFREZZA, uma insulina de ação rápida que pode ser inalada antes de comer para controlar os níveis de glicose no sangue.

Graças aos avanços da ciência, atualmente as pessoas com diabetes tipo 1 e diabetes tipo 2 recebem boas notícias: trata-se de uma nova maneira de obter a insulina, a qual é essencial para regular os níveis de glicose no sangue, recentemente aprovada pela Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA, por sua sigla em Inglês), dos Estados Unidos.

Um medicamento chamado AFREZZA, o primeiro do seu tipo, pode ser inalado no momento de iniciar uma refeição. Os especialistas alertam que, apesar de comprovadamente eficaz, AFREZZA não é um substituto da insulina de ação prolongada, mas deve ser usado em combinação com esta.

Aprovam o Uso da Insulina Inalada

AFREZZA foi avaliado durante 6 meses para confirmar sua eficácia e segurança em um total de 3.017 pacientes, dos quais 1.026 tinham diabetes do tipo 1 e 1.991 tinham diabetes tipo 2.

No primeiro grupo, foram comparados seus efeitos com os da insulina de ação rápida (insulina aspart) e da insulina de ação prolongada. Depois de seis meses, verificou-se que a combinação de insulina de ação prolongada com AFREZZA foi eficaz no controle do açúcar no sangue.

Enquanto isso, o grupo de diabetes tipo 2 recebeu uma combinação de AFREZZA com comprimidos e comparam o uso de AFREZZA utilizando AFREZZA comparado com a utilização de medicamentos e um placebo. Depois de seis meses, a combinação AFREZZA mais medicamentos produziu os melhores resultados em termos de nivelar os níveis de glicose no sangue.

O FDA diz que são necessários mais estudos para comprovar os efeitos em determinados grupos populacionais, como crianças. Além disso, adverte que as pessoas que têm problemas pulmonares (como asma ou doença pulmonar obstrutiva crônica), não podem usar AFREZZA porque poderiam desenvolver bronco espasmo (estreitamento dos brônquios).

Outros efeitos secundários que podem se apresentar inclui: hipoglicemia (baixa de açúcar no sangue abaixo do normal), tosse, dor irritação da garganta.

Obviamente é um grande avanço que oferece outra opção para a administração da insulina de curta duração para as pessoas com diabetes e que a requerem, para que possam controlar seus níveis de glicose no sangue.

Por ser um medicamento relativamente novo, serão realizados estudos durante algum tempo para determinar os seus efeitos e segurança em longo prazo, assim como estudos para estabelecer se é seguro o seu uso em crianças. Como sempre, fale com o seu médico se tiver dúvidas sobre o seu caso particular.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

;
Confira Mais Sobre Esse Assuto