Quantas vezes você pensa em sua garganta? Quando você se lembra dela? Nós temos algumas respostas que talvez se encaixem com as suas. Muitas pessoas pensam em sua garganta quando tem gripe e sentem mal-estar ou pigarro. Outras se lembram da sua garganta quando vão a concertos ou eventos esportivos, onde gritam tanto que no dia seguinte acordam sem voz e com uma forte dor de garganta. Mas nós apostamos que muitas poucas vezes você pensa que o câncer também pode aparecer na garganta. Aqui te contamos mais sobre o câncer de garganta.

A garganta é como os pés: você apenas se lembra dela quando aparece uma dor ou outro desconforto, como tosse ou dificuldade para engolir. E se este incômodo fosse um câncer de garganta? Se você fuma, bebe álcool, é homem, e tem mais de 50 anos, está em alto risco de desenvolver câncer de garganta.

É provável que você não conheça muitas pessoas que o sofrem, mas isso não significa que o câncer de garganta não existe.

Tal como acontece com qualquer outro tipo de câncer, o câncer de garganta se desenvolve quando ocorre uma mutação genética que causa um crescimento descontrolado das células da garganta. O resultado? A acumulação de células e formação de tumores. Isto pode ser facilitado por alguns dos fatores mencionados anteriormente (fumar, beber, etc.).

Câncer de Garganta: O que é, Tipos, Sintomas e Prevenção

Leia também: “Câncer da Laringe“.

Mas antes de entrar na matéria, é bom para esclarecer o que é a garganta. Claro que você acha que é esse tubo que está dentro do seu pescoço, mas você está errado! A garganta é muito maior: é um músculo em forma de tubo que se estende desde a parte de trás do nariz até a parte final do pescoço. O câncer de garganta pode afetar diferentes partes, considerando que a garganta se estende por aproximadamente 12,7 centímetros. É por isso que quando se fala de câncer de garganta, se faz referência aos diferentes tipos de câncer, de acordo com a parte afetada:

Tipos de Câncer na Garganta:

Câncer de Nasofaringe: esse tipo de câncer se localiza logo atrás do nariz, no início da garganta.

Câncer de Orofaringe: este se refere ao câncer que começa na metade da garganta, desde as amígdalas até onde termina a caixa que contém as cordas vocais.

Câncer de Hipofaringe: tem sua origem no início do esôfago e da traqueia.

Câncer Glótico: se concentra nas cordas vocais.

Câncer Supraglótico: afeta particularmente a epiglote, essa parte da sua garganta que te ajuda para que os alimentos sigam o seu caminho e não passem para a traqueia. Este tipo de câncer, como o próprio nome indica, começa na parte superior da laringe.

6. Câncer Subglótico: localiza-se na parte inferior das cordas vocais.

Leia também: “Câncer Oral“.

Sintomas do Câncer de Garganta:

Tome nota. Estes sinais são um alerta que pode indicar que pode haver câncer na garganta:

  • Tosse persistente.
  • Dor de garganta que não desaparece.
  • Dor de ouvido.
  • Dificuldade e dor ao engolir.
  • Perda de peso.
  • Cistos ou bolinhas na parte de trás da boca, pescoço ou garganta.
  • Dificuldade para respirar ou alterações na voz.
  • Sangramento na garganta.

Como sempre, não nos cansamos de repetir que o melhor remédio para qualquer doença, é a prevenção.

Dicas de Prevenção contra o Câncer de Garganta:

  • Siga uma dieta saudável, especialmente abundante em frutas e verduras.
  • Se você está exposto a produtos químicos no trabalho, use as proteções recomendadas para evitar estar em contato direto com eles.
  • Um dos conselhos mais simples é: evite fumar. Se você ainda não começou a fumar, não comece. Não apenas economizará dinheiro, cheirará melhor, e, como se fosse pouco, evitará o aparecimento do câncer em sua garganta e naquela daqueles que você ama.
  • Se você fuma, deixe de fumar. Não apenas te ajudará a reduzir o risco de câncer de garganta em você, mas naqueles que convivem com você.
  • Se você gosta de álcool, beba, mas com moderação ou, se possível, elimine-o da sua dieta.

Outros fatores de risco para o desenvolvimento de câncer de garganta e que devem ser considerados são: o consumo de erva-mate (popular especialmente na Argentina, Uruguai e Brasil) e ter o vírus do papiloma humano (HPV).

O cuidado com a saúde da sua garganta está em suas mãos. Não espere que os sintomas se apresentem para se lembrar dela. A garganta é uma parte muito importante do seu corpo que merece a sua atenção.

E como sempre, verifique com o seu médico se você tiver dúvidas sobre este assunto.