Você ou um familiar foi diagnosticado com câncer, e o médico recomendou a quimioterapia. Antes de julgá-la ou temê-la sem conhecer, saiba muito bem do que se trata este tratamento contra o câncer. Em Saúde Dicas te oferecemos um guia para responder algumas das perguntas que você pode estar se fazendo nesse momento.

O que é a Quimioterapia?

O nome pode te dar uma ideia inicial do que se trata, significa: “terapia” com “produtos químicos”. Isso quer dizer que esse tratamento se baseia no uso de medicamentos para combater as células cancerígenas e ajudá-lo a curar o câncer, ou pelo menos, a controlá-lo para que não continue se espalhando ou aumentando de tamanho. Os medicamentos percorrem todos o seu corpo destruindo essas células. Infelizmente também pode destruir algumas células saudáveis no processo. Por isso, é considerado um dos tratamentos mais fortes.

Qual é a Diferença Com Outros Tratamentos Para o Câncer?

Enquanto a quimioterapia atua em todo o corpo combatendo as células cancerígenas, outros tratamentos, como a cirurgia ou a radioterapia, atuam em uma parte específica do corpo onde se encontra o tumor cancerígeno. Por exemplo, quando existe um tumor maligno no estômago, a cirurgia serve para removê-lo (tirá-lo do corpo). A radioterapia, por outro lado, envia radiações de energia sobre o tumor para evitar que continue crescendo e para destruí-lo.

Quimioterapia: Perguntas e Respostas sobre o Tratamento para o Câncer

Leia também: “Remédios Caseiros Para Aliviar a Quimioterapia“.

Quando Se Usa a Quimioterapia?

Frequentemente a quimioterapia é utilizada quando as células cancerígenas se espalharam para outras partes do corpo. Isso se conhece como metástase. Ou seja, as células malignas se encontram fora do tumor original. Por isso, é ideal para as pessoas com estados avançados de câncer. Mas não exclusivamente.

Também pode ser usada em combinação com outros tratamentos. Por exemplo, pode ser usada antes da cirurgia ou da radioterapia para ajudar a reduzir o tamanho do tumor. Ou depois desses tratamentos, para eliminar alguma célula cancerígena que ainda está no corpo. A quimioterapia também é usada quando o câncer reaparece.

Que Tipo de Medicamento Se Usa Na Quimioterapia?

Muitos! Existem mais de 100 medicamentos que podem ser usados na quimioterapia, e que inclusive podem ser combinados de acordo com as necessidades de cada paciente. Seu oncologista, o médico especialista em câncer, determinará qual é a combinação mais adequada para você, de acordo com o tipo de câncer que possui e suas características.

Como é o tratamento com Quimioterapia?

A quimioterapia pode ser aplicada de diferentes maneiras, dependendo do tipo de câncer que você tem e dos medicamentos que vai receber. Mas, em termos gerais, a ideia básica do tratamento é conseguir que os medicamentos entrem no seu corpo para que possam começar a atuar.

Geralmente os medicamentos são administrados por via intravenosa (mediante injeções ou cateteres, que são tubos através das suas veias), intra-arterial, intramuscular (por injeção). Em outros casos, podem ser administrados medicamentos em forma de pílulas para tomar por via oral, em forma de creme para aplicar na pele, ou por outras vias, dependendo do tipo de câncer.

A administração de medicamentos pode ser diária, toda semana ou todo mês. E às vezes pode ser feito diretamente em casa, no consultório do médico ou no hospital. Isso será determinado pelo seu médico. Mas o bom é que sempre lhe darão períodos de descanso entre os tratamentos, para que o seu corpo possa recuperar a energia e regenerar células saudáveis.

Esperamos que com esta informação você entenda um pouco melhor do que se trata a quimioterapia. Em outro artigo, te contamos como neutralizar os efeitos da quimioterapia no corpo e outras informações importantes sobre este tratamento. Veja mais em “Quimioterapia: Como Neutralizar seus Efeitos nas Unhas e Pele“.

Se você tiver mais dúvidas, não se esqueça de sempre consultar o seu médico. A quimioterapia é um tratamento eficaz contra o câncer, mas igualmente forte com seu corpo e com suas células saudáveis. É seu direito estar bem informado antes de se submeter ao tratamento.