A radioterapia é um termo que se utiliza geralmente para descrever as técnicas de tratamento de câncer mediante radiações.

Como Atua a Radioterapia:

Como a quimioterapia, a radioterapia é ativa na maturação e crescimento das células, como as cancerosas são mais ativas e crescem mais rápido do que as normais costumam ser mais sensíveis à radiação e, por isso, são destruídas mais facilmente com a radiação do que as normais.

No caso da radioterapia existem células normais de crescimento rápido que podem se ver afetadas pela radiação, especialmente as células da pele e do cabelo; por conseguinte, se costumar ver frequentemente efeitos secundários da radiação em forma de queda de cabelo e queimaduras na pele.

Quando é Indicada?

A radiação pode ser utilizada como tratamento único, em combinação com quimioterapia, ou servir para reduzir o tamanho de determinados tumores que, em seguida, podem ser removidos mediante cirurgia. Em outras ocasiões, se utiliza como tratamento secundário para eliminar os resíduos de tumor que permanecem após uma cirurgia ou uma quimioterapia.

Nem sempre se utiliza como tratamento curativo, por vezes é apenas um tratamento conservador, ou seja, que limite o tamanho dos tumores para melhorar a qualidade de vida do paciente afetado pelo câncer.

Radioterapia: O Que É, Como Funciona e  Efeitos Colaterais

Leia também: “O Que é a Radioterapia?“.

Efeitos Colaterais da Radioterapia:

Os possíveis efeitos colaterais da radioterapia são:

  • Fadiga e mal-estar.
  • Alterações nas células do sangue.
  • Dificuldade ou dor ao deglutir.
  • Eritema e edema da pele.
  • Queda ou descamação na pele.
  • Manchas na pele.
  • Atrofia da pele.
  • Prurido na pele.
  • Dor na pele.
  • Alterações no sentido do paladar.
  • Ressecamento da boca.
  • Anorexia.
  • Náuseas.
  • Vômitos.
  • Perda de cabelo.
  • Aumento das infecções.
  • Danos ao feto em mulheres grávidas.