O Que é Cirrose?

Doença caracterizada pelo endurecimento do fígado e degeneração das células hepáticas ou hepatócitos, levando à perda das funções normais do fígado.
É causa de morte em indivíduos com idades entre 25 a 60 anos.

O processo é sempre o mesmo: inflamação do fígado seguida de destruição dos hepatócitos, a regeneração celular e obstrução da função da glândula anormal.

Isso faz com que os nutrientes, hormônios, medicamentos e substâncias tóxicas, já não sejam adequadamente processados pelo fígado, o que também inibe a produção de proteínas e outras substâncias produzidas por este órgão.

Causas

O abuso de álcool é a causa mais comum.

Outras causas podem incluir:

  • Infecções (incluindo a hepatite B e C).
  • Obstrução das vias biliares.
  • Uso de certas drogas.
  • A exposição a certos produtos químicos.
  • Doenças cardíacas ou vasculares.
  • Fibrose cística.
  • Diabetes.
  • Desnutrição.

Leia também: “Cirrose: Remédios Caseiros e Recomendações“.

Sintomas

Normalmente, quando inicia a cirrose é muito leve, a pessoa não tem sintomas. Como a substituição do tecido da cicatriz é o tecido saudável, as funções do fígado começam a falhar e a pessoa pode sentir os seguintes sintomas:

Cirrose

  • Cansaço.
  • Falta de apetite.
  • Náuseas.
  • Fraqueza.
  • Perda de peso.

A perda da função hepática afeta o corpo de muitas maneiras. Algumas das complicações da cirrose incluem:

  • Ascite: acúmulo de líquido no abdômen.
  • Icterícia: coloração amarelada da pele e dos olhos porque o fígado não absorve bilirrubina suficiente.
  • Hemorragias ou hematomas, um fígado doente não consegue produzir as proteínas necessárias para a coagulação.
  • Os cálculos biliares: cirrose biliar atinge a vesícula biliar, facilitando a formação de cálculos biliares.
  • Sensibilidade à medicação: cirrose faz com que o fígado pare de filtrar corretamente as substâncias do sangue, assim as drogas agem de forma diferente no corpo.
  • Problemas em outros órgãos: cirrose provoca uma disfunção do sistema imunológico, facilitando a presença de infecções.

Os sintomas mais característicos são:

• Fadiga e fraqueza.

• Aumento do fígado.

• Perda de apetite, náuseas e perda de peso.

• Palmas vermelhas.

Na doença em estágio avançado:

• Icterícia (coloração amarelada) dos olhos e da pele.

• Urina escura.

• As veias de teia de aranha na pele.

• Perda de cabelo.

• Aumento de mama em homens.

• Aumento do baço.

• Acúmulo de líquido no abdômen e pernas.

• Hemorragia.

• Diarreia sanguinolenta ou preta.

Fatores de Risco

• Consumo excessivo de álcool.

• Exposição a produtos químicos tóxicos para o fígado.

• Hepatite.

• Desnutrição.

Prevenção

• Tratamento contra o álcool.

• O tratamento precoce da hepatite.

• Evite ambiente tóxico.

Leia também: “Remédios Caseiros Para Cirrose Hepática“.

Diagnóstico e Tratamento

Medidas Gerais:

• Exame de sangue e urina, ultra-som e biópsia hepática.

• Para o estudo de suas complicações, endoscopia, laparoscopia, angiografia…

Tratamento:

• Desenvolvida cirrose não tem cura.

• A terapia medicamentosa, restrições dietéticas e repouso.

• Não beber álcool.

• Dieta rica em carboidratos. O exercício moderado.

Medicação:
Para tratar a hepatite B ou C, suplementos de ferro, diuréticos e antibióticos podem ser indicados se o seu médico considerar.

Dieta:
Com esta doença são aconselhados a seguir a dieta a seguir:

• Dieta com 20 gramas de baixa proteína e sal.

Possíveis Complicações

• Sangramento do estômago ou esôfago.

• O câncer de fígado.

• Resíduos de intoxicação por amônia.

• Impotência.

Prognóstico

• Se evitadas as causas da cirrose, esta pode ser interrompida.

• Lesões no fígado são irreversíveis, mas é possível controlar os sintomas e, em breve levar uma vida quase normal.