O Que é Colite?

É uma inflamação do intestino grosso ou cólon. Em termos gerais, abrange uma grande variedade de processos, que vão da crônica à aguda e passageira.

Tipos de colite incluem: colite ulcerativa, Cron ou colite granulomatosa, colite linfocítica, colite colagenoso, colite tóxica, colite associada ao uso de medicamentos, colite hemorrágica, colite ulcerativa, colite isquêmica.

Causas

Colite pode ser de vários tipos, dependendo da sua origem. Pode ser causada por diversos processos patológicos que incluem, entre outros: aguda e distúrbios inflamatórios crônicos, falta de fluxo sanguíneo e uma história de radiação para o intestino.

As principais causas da irritação do cólon são:

• Perturbação causada por microrganismos que habitam naturalmente e estão envolvidos no processo digestivo.

• As drogas que ferem a mucosa do intestino.

• Consumo de gorduras animais, leite e produtos lácteos, alimentos picantes e açúcares.

• A operação é alterada por parasitas intestinais como amebas (Entamoeba histolytica), bactérias (Campylobacter, Salmonela Type, Shigella e Escherichia coli) e, menos comumente, os vírus.

• Má gestão do estresse e nervosismo são responsáveis por muitas doenças digestivas.

Colite

Sintomas

Os sintomas podem incluir dores abdominais, acompanhadas de cólicas, diarreia, desidratação, distensão abdominal, aumento de gases intestinais, sangue nas fezes, inflamação retal, febre, fadiga, perda de apetite e peso, fraqueza e prisão de ventre, entre outros.

Prevenção

A prevenção da colite depende da sua causa subjacente, no entanto, algumas recomendações gerais são:

• Aumentar a ingestão de frutas, legumes, grãos integrais, legumes e chá verde, para manter em boas condições o sistema digestivo.

• O consumo moderado de gorduras animais, produtos lácteos e irritantes do trato digestivo, tais como café, tabaco, especiarias e refrigerantes.

• Beba pelo menos 8 copos de água por dia (2 litros).

• Reduza os níveis de ansiedade e estresse por meio de técnicas de relaxamento, prática de esportes e uso de tranquilizantes naturais e constantes infusões de ervas.

• Não coma em lugares com pouca higiene, para evitar a propagação de bactérias nocivas e parasitas.

Leia também: “Colite: O Que É, O Que Causa e O Que se Pode Fazer?“.

Diagnóstico e Tratamento

Normalmente deve-se fazer um exame de sangue para determinar o nível de células brancas do sangue e a presença de determinados microrganismos nos intestinos.

Outro teste comum é o exame de fezes, que serve para reconhecer a presença de amebas ou parasitas.

A colonoscopia é um dos métodos mais eficazes para saber a extensão do dano. O estudo foi realizado utilizando um tubo de fibra óptica (endoscópio) inserido através do reto e que pode capturar imagens do interior do cólon. Isso também permite que as amostras de tecidos possam ser analisadas em laboratório.

As radiografias abdominais também são úteis, pois ajudam a avaliar a condição física da área afetada.

O tratamento é direcionado para a causa subjacente da doença, seja uma infecção, inflamação, falta de fluxo de sangue ou de outra forma.

Possíveis Complicações

Muitos indivíduos com colite com complicações graves, como perfuração da parede intestinal, difícil de controlar o sangramento ou megacólon tóxico, e outros não respondem bem ao tratamento e, portanto, devem ser submetidos a cirurgia para remover partes danificadas do aparelho digestivo.

Prognóstico

O prognóstico varia com cada doença.