Como Se Detecta O Câncer Cervical?

O câncer cervical é um dos poucos tipos de câncer que podem ser prevenidos, daí a importância da sua detecção precoce.

Os exames de rotina para detecção precoce do câncer cervical reduzem significativamente o número de novos cânceres cervicais diagnosticados e mortes por esta doença.

Em que consiste a detecção do câncer cervical?

São dos os exames que podem ser utilizados para a detecção precoce do câncer cervical:

O exame de Papanicolau que permite identificar alterações celulares no colo do útero que podem se converter em câncer se não são tratadas adequadamente.

Como se Detecta o Câncer Cervical?

Durante este procedimento, o médico utilizará um instrumento, que pode ser de plástico ou metal, chamado um espéculo e que serve para aumentar a vagina. Depois mediante um raspador de madeira ou de plástico, ou mediante uma escova cervical, tomará amostras da superfície cervical e as enviará para um laboratório para sua análise.

No laboratório, a amostra é examinada sob um microscópio para comprovar se existem células anormais.

O exame de HPV que busca pelo vírus do papiloma humano, que causa alterações celulares que podem levar ao câncer.

Quem deve se submeter a um exame para detecção precoce do câncer cervical?

Recomenda-se que todas as mulheres se submetam ao exame de Papanicolau a cada três anos a partir dos 21 anos de idade.

As mulheres de 30 a 65 anos de idade devem fazer exames conjuntos de HPV e de Papanicolau a cada cinco anos ou um exame de Papanicolau apenas a cada três anos.

O que significa um resultado positivo em um teste de Papanicolau?

É importante lembrar que raramente a presença de células anormais se converte em câncer.

Leia também: "Saiba Mais Sobre a Citologia Cervical ou Papanicolau".

Existem muitas razões pelas quais os resultados do exame de Papanicolau poderiam ser anormais, e pode ser causada por uma infecção, uma inflamação ou pela utilização de um dispositivo intrauterino (DIU).

No caso em que o exame de Papanicolau seja positivo, o médico decidirá se é necessário realizar mais exames e qual deve ser o tratamento mais adequado. A existência de células anormais no colo do útero pode ou não necessitar de tratamento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

;
Confira Mais Sobre Esse Assuto