Caso você tenha realizado uma prática de risco e acredita que pode ter sido infectado, o que você deve fazer para descobrir com certeza é um teste de HIV.

A primeira coisa que devemos saber antes de fazermos o teste de AIDS é que não é este propriamente dito, ou seja, não é possível saber através deste teste se alguém vai desenvolver o vírus da AIDS.

Este teste, o que nos mostra é se desenvolvemos ou não os anticorpos do HIV pelo contágio com o vírus.

Tais anticorpos levam tempo para se desenvolver em nosso organismo, por isso não é aconselhável nem eficaz fazer este teste logo após a prática de risco, já que não nos mostrará nenhuma confiança.

Como se faz o Teste de HIV?

Os cientistas estabeleceram um prazo a partir do qual é confiável o resultado, por isso devemos esperar três meses, desde que o que consideramos ter sido uma prática de risco, antes de fazer o teste. É verdade que, por vezes, é possível diagnosticar antes, mas este prazo é aconselhado para uma completa confiabilidade do teste.

Uma vez realizado o teste, podemos encontrar diferentes resultados e é importante saber interpretá-los.

Se o resultado for negativo, significa que não existem anticorpos dentro do nosso organismo.

Se o resultado for positivo, significa que você é HIV positivo, por isso é preciso ter cuidado para não transmiti-lo a ninguém.

O fato de que você seja portador, não significa dizer que você tem AIDS nem que necessariamente vai desenvolvê-la.

Existem três tipos de testes que você pode fazer, embora o mais comum seja o teste ELISA, uma vez que é mais econômico. Se este teste for negativo, não é necessário utilizar outro, no entanto, se é positivo devemos fazer qualquer um dos outros dois para confirmar corretamente os resultados.

Os testes podem ser feitos em qualquer centro de cuidados primários de saúde, um centro de planejamento familiar, centro de DST ou em qualquer laboratório privado.

Para mais informações sobre esta condição, não deixe de ler também: "Como se Contrai a AIDS".