Se você tem uma doença das artérias do coração, como a aterosclerose, o seu cardiologista pode recomendar a cirurgia de by-pass para as artérias coronárias, também conhecida como cirurgia de ponte de safena ou revascularização coronária. Em Saúde Dicas te contamos do que se trata.

A palavra “by-pass” provém do idioma Inglês e significa desvio. E que é, literalmente, esta cirurgia cardíaca: é um desvio do sangue, quando uma de suas artérias coronárias se estreita ou está bloqueada, uma condição conhecida como aterosclerose.

As artérias coronárias são as que levam sangue e oxigênio para o coração para que possa funcionar corretamente. Às vezes, os maus hábitos ou a predisposição genética, por exemplo, fazem com que comece a acumular gordura, colesterol e outras substâncias e que se forme uma placa nas paredes de suas artérias que endurecem e se não tratada pode, por vezes, estreitar ou bloquear totalmente a passagem de sangue.

E quando isso acontece, o seu coração corre um grave risco, pois deixa de receber o sangue que precisa. Por último, pode provocar dor no peito (angina), ou lesões no músculo cardíaco com um ataque cardíaco (infarto do miocárdio).

Quando isso acontece, o seu médico primeiro irá sugerir mudanças em seu estilo de vida e tratamento com medicamentos. Mas se isso não for suficiente, terá que recorrer a uma cirurgia de bypass coronário, antes de correr um maior risco.

O Que É a Cirurgia de Bypass Para o Coração?

O propósito do bypass é, então, criar um desvio ou “ponte” na área em que se estreitou a artéria ou está bloqueada, para assim permitir que o sangue continue o seu caminho sem parar. E como se constrói esta ponte? Usando uma veia de outra parte do seu corpo, geralmente do seu peito (artéria mamária interna), da perna (veia safena) ou do pulso (artéria radial).

Esta veia, a qual se chama “enxerto”, pode ligar-se entre a aorta e a parte inferior da artéria bloqueada para permitir o fluxo de sangue, ou simplesmente adere a ambos os lados da área afetada, formando uma espécie de “ponte elevada” para permitir que o fluxo de sangue (circulação sanguínea).

A cirurgia de bypass coronário pode ser feita da maneira tradicional, abrindo o peito e passando o sangue através de uma máquina coração-pulmão que continua bombeando seu corpo durante a cirurgia. Esta é a cirurgia mais comum.

Existem atualmente outras opções de intervenções sem usar a máquina coração-pulmão, que é a cirurgia minimamente invasiva na qual se opera através de uma pequena incisão (corte). Além disso, existem outros tratamentos diferentes para tratar a aterosclerose, como a angioplastia. Mas a escolha de qual cirurgia é ideal para você depende da sua situação específica, do seu diagnóstico, de quantas artérias coronárias (quantos dos vasos que irrigam o coração) estão afetados e do quanto estão afetados. É importante que você discuta com seu cardiologista e em caso de dúvida, peça uma segunda opinião.

Atualmente o bypass coronário é uma das cirurgias mais comuns nos Estados Unidos, de acordo com a Associação Americana do Coração, a cada ano são realizadas 427.000 apenas neste país. Um número impressionante considerando que a necessidade de um by-pass realmente poderia ser prevenida. Esta é uma clara indicação de que o estilo de vida de muitos não é muito saudável. Comecemos a nos cuidar desde já!