O Que é Depressão Pós-parto?

Mudar da alegria para a tristeza sem razão aparente, depois que o bebê nasce, pode ser um dos sintomas da depressão pós-parto. Entre 10 e 20% das mulheres podem apresentar por várias semanas ou mesmo até um ano, causando uma depressão no humor da mãe após o nascimento do seu filho.

Causas:

Algumas das causas de depressão pós-parto podem ser:

  • Desequilíbrio hormonal.
  • Desequilíbrio químico no organismo.
  • As pressões sociais.
  • Qualquer fator que altere a nova mamãe.

A maioria dos casos surgem no primeiro mês após o nascimento, mas ocasionalmente esta condição pode ocorrer até 6 meses depois.

Há algumas mulheres que são mais propensas à depressão pós-parto, especialmente se:

  • Há um histórico de depressão na família juntamente com problemas mentais.
  • Ela não tem o apoio do seu parceiro.
  • É uma gravidez não planejada.
  • Esta passando por uma separação ou divórcio.
  • Sofreu grandes mudanças como um mudança da cidade ou de trabalho, etc.
  • É uma gravidez de alto risco.

Sintomas:

  • Tristeza: É um dos sintomas mais comuns. As mulheres com este sintoma apresentam um sentimento de insatisfação, por vezes, os sentimentos são de que não vale a pena viver quando deveriam ser de alegria pela chegada de um novo ser.
    Depressão Pós-parto
  • Irritabilidade: É acompanhada de tristeza. A paciente torna-se irritada com as outras crianças, inclusive recém-nascidos, embora a maior parte do tempo ela esteja com o marido, que não entende o humor de sua esposa.
  • Fadiga: A depressão se manifesta como fadiga constante, chegando a pensar que tem uma doença física.
  • Insonia: O paciente pode ter períodos de sono combinado com períodos de insônia.
  • Perda de apetite: Geralmente as mães com essa condição têm muito pouco desejo de comer.
  • Incapacidade de apreciar: O que lhe interessava agora parece aborrecer. Pacientes com depressão pós-parto tendem a rejeitar qualquer tipo de intimidade com seu parceiro.

Leia também: “Depressão Pós-Parto: Remédios Caseiros Para a Depressão Pós-Parto“.

Diagnóstico e Tratamento:

Tratamento: A coisa mais importante é reconhecer e diagnosticar a doença. Muitas mulheres não têm consciência desta condição, mas atualmente já existe uma maior sensibilização para o reconhecimento e tratamento da depressão em geral e à depressão pós-parto não deve ser uma exceção.

Uma vez que se suspeita desta doença, é importante expressar como você se sente realmente após o nascimento do seu filho. Caso se sinta triste, desesperada, irritada, assustada ou desinteressada em relação ao bebê, isso deve ser aceito com uma atitude de compreensão, não com alarme e reprovação.

Finalmente, embora a depressão pós-parto seja diagnosticada, não se desespere, apoio e aconselhamento do seu médico, bem como o apoio familiar e medicação adequada irá acelerar a sua recuperação.