Tanto a tristeza como a melancolia aparecem em algum momento na vida das pessoas. É algo completamente natural, mas se o estado de espírito de um indivíduo sofre um sentimento de tristeza prolongada no tempo e grave, e afeta as suas relações com os outros, para trabalhar ou para enfrentar o dia-a-dia, então é a doença da depressão.

Os Sintomas mais Comuns de Depressão são os Seguintes:

  • Uma invasão de tristeza durante a maior parte do dia e durante quase todos os dias. O próprio sujeito ou outros indivíduos podem tornar-se conscientes deles. Quem sofre de depressão não encontra motivações no que realiza e sofre de aflição.
  • A ansiedade e a angústia são muito comuns. Se a ansiedade prima, então estamos falando de uma depressão ansiosa. Enquanto que se predomina a inibição é uma depressão inibida e quem sofre dela são pessoas mal-humoradas, irritadas ou agressivas.
  • Perda de apetite ou perda de vontade de realizar atividades diárias. Além disso, é frequente a perda do prazer sexual. No caso do homem pode chegar à impotência e, nas mulheres, a frigidez.
  • Transtornos alimentares. A perda de apetite conduz à perda de peso, sem fazer nenhuma dieta ou, inversamente, um aumento de peso já que se consome mais alimento para aliviar a ansiedade.
    Depressão: Sintomas da Depressão
  • O distúrbio do sono que se traduz em insônia, já que o paciente tem dificuldade de dormir ou em alguns casos, hipersonia (dorme muito).
  • Falta de energia durante a maior parte do dia.
  • Subestimar-se ou ter sentimentos de inutilidade excessivos ou inadequados. Surgem ideias derrotistas e fortes sentimentos de culpa ou obsessões. Além disso, o paciente pode sofrer crises de choro por motivos insignificantes e tem dificuldade em tomar decisões.
  • Dificuldade para conseguir se concentrar ou para pensar. O pensamento segue um curso lento e a memória enfraquece.
  • Doenças somáticas, tais como dor crônica, errática e suores noturnos.
  • Pensamentos recorrentes de morte, ou um plano específico para cometer suicídio.