Diabetes: Derrubar Mitos Para Prevenir E Curar

"Quanto pesava o seu bebê?" É a pergunta que certamente te fizeram em coro suas amigas quando nasceu o seu filho. Ou se você ainda não teve filhos, esta é a pergunta que certamente você faz para aquelas que já são mães. Se nascer gordinho, todos riem de felicidade, porque, infelizmente, em nossa cultura uma criança gordinha é sinônimo de uma criança saudável.

Você não acredita? Pergunte a sua mãe ou sua avó. Mas não apenas os bebês que nascem mais magrinhos carregam o estigma de que são menos saudáveis. Para não ir muito longe, pense sobre o que acontece nas reuniões de família, que se tecem, geralmente em torno da comida. "Você não vai comer mais?" "Você não gosta de como ficarão as carnes?" "Você está em uma dieta?"

É hora de acabar com o mito de que ser gordinho é gozar de saúde. Especialmente porque em nossa comunidade o número de diabetes tipo 2 está aumentando de forma alarmante. De acordo com uma pesquisa recente, seis em cada dez crianças latinas obesas têm diabetes tipo 2. Com essas estatísticas nos encontramos diariamente no hospital e vemos com preocupação que existe muita desinformação a respeito desta doença e sobre como é possível preveni-la.

Diabetes: Derrubar Mitos Para Prevenir e Curar

"Apenas tenho um pouco de diabetes" Vários pacientes dizem isso quando chegam ao consultório. "Às vezes o açúcar sobe, mas não é nada". Este é um erro muito grave. Mas, para entender isso você tem que saber que o diabetes não aparece da noite para o dia. Não é que um dia você acorda e o sol te cumprimenta: "Bom dia, você tem diabetes". O desenvolvimento desta doença pode levar vários anos. Durante este período, o seu organismo ainda não cumpriu todos os requisitos necessários para que o seu médico possa diagnosticar a doença, mas tampouco funciona normalmente. Isto é chamado de pré-diabetes.

Nos Estados Unidos, cerca de 30 milhões de pessoas têm pré-diabetes, mas a maioria não sabe. Se você é latino e tem mais de 45 anos, deve fazer o teste de glicose para tirar a dúvida. Se você tem menos de 45 anos, deve fazer o teste se você tem:

  • Pressão alta
  • HDL (colesterol bom) baixo
  • Triglicérides elevados
  • Antecedentes familiares de diabetes
  • Diabetes durante a gravidez ou se você teve um bebê de 4 quilos e 100 gramas ou mais ao nascer

Este último ponto é importante porque as crianças gordinhas tendem a ser adultos obesos, e isso, somado a predisposição genética dos latinos, é o terreno fértil para que se desenvolva o diabetes. A chave é prevenir: aprender a seguir uma dieta saudável desde a primeira infância e levar uma vida ativa.

Mas se você já tem diabetes, também queremos dizer que, embora seja uma doença crônica e precisa ter uma série de cuidados, tampouco é o fim do mundo. Hoje em dia, a ciência avançou muito e graças a isso as pessoas com diabetes podem viver uma vida feliz. Aprender a comer bem não precisa ser um fardo, nem significa que você nunca vai comer o que gosta.

Reiteramos: a chave para uma vida saudável com diabetes é se aconselhar bem e ter muita vontade. (E não acredite em todos os mitos.).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

;
Confira Mais Sobre Esse Assuto