A cirurgia bariátrica é muitas vezes uma alternativa válida para aqueles que sofrem de obesidade mórbida. No entanto, não é a única ocasião na qual se pensa nesta cirurgia. Se você sofre de obesidade moderada e sofre de diabetes, este tipo de tratamento pode ser útil, por isso, se você quer saber como afeta este tratamento aos pacientes com diabetes, não perca este artigo.

Uma das condições para que um paciente possa se submeter à cirurgia bariátrica é ter um Índice de Massa Corporal (IMC) superior a 40. Mas existem situações nas quais este índice pode ser mais baixo, e igualmente ser útil para o tratamento da obesidade, especialmente quando existem outros fatores de risco como, por exemplo, diabetes.

Como Funciona a Cirurgia Bariátrica em Pacientes Diabéticos?

A cirurgia bariátrica aumenta a sensibilidade à insulina (hormônio segregado pelo pâncreas e que está envolvido na utilização de glicose por parte da célula), e aumenta a eficácia das células beta (células pancreáticas responsáveis ​​pela secreção de insulina).

Por esta razão, este tipo de cirurgia pode reverter à diabetes tipo dois e proporcionar os seguintes benefícios.

Benefícios Obtidos Pela Cirurgia bariátrica em Pacientes com Diabetes Tipo Dois

  • Remissão da diabetes. Os pacientes submetidos à cirurgia bariátrica reduziram à diabetes em 54%. Inclusive, existem dados que mostram que algumas técnicas cirúrgicas podem controlar a diabetes em 98,9% dos pacientes. Com o by-pass gástrico, esse percentual sobe para 83%, enquanto que com a banda ajustável, o percentual cai para 50%.
    Descubra Os Benefícios Da Cirurgia Bariátrica Em Pacientes Com Diabetes
  • Diminui as taxas de mortalidade por complicações da diabetes. Este tipo de cirurgia reduz a mortalidade de pacientes com diabetes tipo dois, ou diabetes insulina não dependente. Assim como diminui em 40% o número de mortes causadas por complicações cardiovasculares.
  • Reduz o perfil lipídico. Ao ter mais sensibilidade à insulina, a glicose é utilizada pela célula para obter energia, e não é reutilizada para a formação de gordura que se concentra no sangue e se acumula a nível abdominal.
  • Reduz a pressão arterial. A hipertensão afeta cerca de 40% a 60 % dos diabéticos e pode aumentar as probabilidades de desenvolver outras complicações. De acordo com alguns estudos, aqueles que se submetem a este tipo de cirurgia, reduzem a pressão arterial, e, por conseguinte, as complicações que esta possa causar.

É importante notar que, se você tem diabetes tipo dois deve ter um IMC maior do que 30 ou 35 ou obesidade moderada para que possa se submeter a este tipo de intervenção cirúrgica.