A neuropatia diabética não significa que você se torna muito nervoso por ter diabetes, nem que vai se tornar neurótico. A neuropatia significa que o seu sistema nervoso, o que transmite mensagens do cérebro para o resto do seu corpo, começa a ser afetado pela diabetes sem que você se dê conta. Como? Continue lendo para evitar esta complicação.

A neuropatia diabética é uma doença do sistema nervoso causada ​​pela diabetes. Para entender melhor, vamos explicar por partes…

Vamos começar por entender o que faz o sistema nervoso. Este conecta o cérebro com o resto do corpo através das fibras nervosas que se encarregam de transmitir as sensações das diferentes partes do corpo para o cérebro, e em seguida, se encarregam de enviar a resposta do seu cérebro para estas. Graças a estas mensagens, você pode reagir à dor e as temperaturas extremas, digerir os alimentos, urinar ou ter uma ereção.

Você já reparou que quando você pica o dedo com um espinho de uma rosa, imediatamente retira o seu dedo? Essa reação imediata acontece graças ao seu sistema nervoso. Tão logo você sente a picada, as fibras nervosas se encarregam de enviar sinais de dor para o cérebro, para que ele responda aos músculos da mão, dando-lhes a ordem de se movimentar e afastar o dedo do espinho. Embora nunca tenhamos percebido, pois acontece em milésimos de segundo, todas as sensações e reações do nosso corpo passam por este processo de alerta e resposta.

Neuropatia Diabética: Quando a Diabetes Afeta os Nervos

Quando você sofre de neuropatia, a velocidade com a qual envia os sinais através das fibras nervosas, chamada de velocidade de condução nervosa, é afetada. Por isso, são enviadas mais lentamente ou, no pior dos casos, nunca enviam. Isto leva você a se machucar, por exemplo, que tenha um pequeno corte e nunca sinta ou tenha reações mais lentas quando se queima com um ferro. É como se você se tornasse “insensível”. Ou às vezes pode provocar formigamento, queimação ou dor em algumas partes do corpo.

Se você está se perguntando o que tem a ver o diabetes com a neuropatia? Muito! As pessoas que tem diabetes durante muitos anos, e que não controlam adequadamente os níveis de glicose no sangue (açúcar), tem problemas com seu sistema nervoso e desenvolvem a neuropatia. É uma complicação tão comum que aproximadamente a metade dos diabéticos tem algum problema com seus nervos.

Por quê? Ainda não se sabe com certeza. Aparentemente, quando os níveis de glicose têm sido elevados por um longo tempo, se deterioram as paredes dos vasos sanguíneos que nutrem os nervos e afetam uma parte dos nervos chamados axônios, que é o ponto de conexão com os outros nervos, com a pele, os músculos e os órgãos do corpo. Este dano pode ser devido ao fluxo interrompido de sangue até o nervo ou o metabolismo (a forma como assimila) de glicose no sangue produz produtos químicos tóxicos que afetam os nervos.

Para os diabéticos esta é uma complicação bastante grave, pois se lembre que quando os níveis de glicose no sangue aumentam, a velocidade com a qual se curam as feridas é mais lenta. Por exemplo, se você se machucar (cortar) e não perceber, você pode facilmente se infectar e seu corpo não terá a capacidade de se curar sem a sua ajuda.

O maior risco corre suas mãos e pés, que onde se afetam mais facilmente os nervos. Especialmente os pés, que são um dos pontos mais sensíveis para os diabéticos. A neuropatia diabética permite que as feridas nos pés se convertam em úlceras ou sejam infectadas e, no pior dos casos, pode levar a uma amputação.

Como você pode saber se tem neuropatia diabética? É muito difícil reconhecer quando você tem essa complicação, pois não apresenta sintomas iniciais e geralmente é identificada pelo seu médico através de vários testes.

No entanto, você pode suspeitar que a tenha se apresenta os seguintes fatores de risco::

  • Tem apresentado o açúcar elevado no sangue por vários anos (mais de 10 ou 20 anos) e, em geral, o diabetes tem estado fora de controle.
  • Tem mais de 40 anos.
  • É homem.
  • É alto, pois significa que você tem fibras nervosas mais longas, que tendem a ser afetadas mais facilmente.
  • Toma bebidas alcoólicas e fuma frequentemente.
  • Tem elevado o nível de colesterol “ruim” (LDL).

A boa notícia é que a neuropatia diabética também é totalmente evitável e curável. Assim que você começar a baixar os níveis de glicose no sangue, os sintomas desta complicação nervosa melhoram, e inclusive a neuropatia pode desaparecer.

Portanto, esta pode ser uma nova razão para controlar seu diabetes. Vale à pena!