Dieta Alimentar Para Controlar Os Sintomas Da Doença De Crohn

Você tem sofrido diarreia excessiva e dor abdominal regularmente? Você pode ter a doença de Crohn. No entanto, há boas notícias. Você pode tratar esta condição naturalmente com uma dieta para doença de Crohn, juntamente com outras mudanças de estilo de vida.

O que é a doença de Crohn, exatamente? Esta doença inflamatória intestinal provoca inflamação do revestimento do seu aparelho digestivo, que pode levar a dor abdominal, diarreia grave, fadiga, perda de peso e desnutrição.

A doença de Crohn pode seriamente afetar sua vida cotidiana com a possibilidade de ser tanto dolorosa, como debilitante. Às vezes, leva a complicações com risco de vida. Como não há cura conhecida, seu médico provavelmente vai lhe prescrever um medicamento que pode ter uma infinidade de efeitos colaterais e outras mudanças no estilo de vida, principalmente na sua alimentação.

Dieta Alimentar Para Controlar os Sintomas da Doença de Crohn

Se você sofre de Crohn, não perca a esperança! As diretrizes dietéticas a seguir vão te ajudar a controlar essa condição e retomar o controle da sua saúde.

Dieta da Doença de Crohn:

Aqui estão algumas das principais maneiras para que você comece a curar seu corpo e melhorar os sintomas da doença de Crohn. As dietas da doença de Crohn mais recomendadas incluem:

  • Dietas com alto teor calórico.
  • Dietas sem lactose (remoção de produtos lácteos).
  • Dietas com baixo teor de gordura.
  • Dietas com pouca fibra.
  • Dietas com baixo teor de sal.

O tipo de dieta que funciona melhor depende da sua capacidade de digerir e absorver minerais, bactérias, gorduras, fibras e certos tipos de carboidratos. As pessoas com Crohn reagem de forma diferente a estes grupos de alimentos, dependendo do tipo de medicamentos que possam estar tomando e do seu nível de inflamação intestinal.

Leia também: "Saiba Mais Sobre a Inflação Intestinal Crônica – Doença de Crohn".

Algumas recomendações para sua dieta da doença de Crohn são:

  • Evite alimentos problemáticos: A sensibilidade alimentar varia de paciente para paciente, mas geralmente inclui alimentos picantes e fritos, alimentos refinados como pães brancos e massas, refrigerantes, álcool e cafeína. Produtos de trigo (glúten), grãos de cereais, como milho e aveia, produtos lácteos, carne de porco, cebola e levedura, também tendem a agravar os sintomas da doença de Crohn. Pesquisas também mostram que uma dieta pobre em gordura e fibras tende a ser altamente eficaz no tratamento dessa doença.
  • Tenha dieta de cura: Se você sofre da doença de Crohn, recomendamos seguir a dieta que diminui a inflamação (o objetivo dietético mais importante na doença de Crohn), alcaliniza o corpo, reduz a glicose no sangue, elimina as toxinas e otimiza a ingestão de nutrientes. Mudar e melhorar sua dieta é uma das coisas mais importantes, controláveis ​​e naturais que você pode fazer para melhorar a inflamação associada à doença de Crohn. Essa dieta consiste em comer quantidades aproximadamente iguais de fontes de proteínas limpas, gorduras saudáveis ​​e carboidratos de baixo índice glicêmico nas formas de frutas e legumes.
  • Limite de lacticínios: Muitas pessoas com doença de Crohn acham que problemas gastrointestinais como diarreia, dor abdominal e gases melhoram quando são limitados ou eliminados os produtos lácteos. Algumas pessoas também são intolerantes à lactose, o que significa que não podem digerir o açúcar do leite (lactose) em alimentos lácteos. Ainda que a lactose nos produtos lácteos não tenha sido comprovado que, necessariamente, piora essa doença, o teor de gordura nos produtos lácteos pode causar inflamação e dessa maneira piorar a condição.
  • Cuidado com alimentos ricos em fibras, incluindo frutas e vegetais crus: Para algumas pessoas que sofrem de doença de Crohn, consumir grandes quantidades de fibra, especialmente a partir de frutas e vegetais crus, pode ser muito difícil para que seus sistemas comprometidos façam a digestão correta. No entanto, você não deve excluir da dieta frutas e vegetais, apenas consuma cozidos sempre que possível. Algumas pessoas que sofrem de Crohn têm problemas com alimentos na família do repolho (brócolis, couve-flor, couve, etc.), nozes, sementes, milho e pipoca. Manter um diário alimentar pode te ajudar a ver o que funciona e o que não faz para o seu caso particular de doença de Crohn. Desta forma, você não elimina um alimento saudável (por exemplo brócolis) desnecessariamente da sua dieta, se realmente não precisa.
  • Aumentar a ingestão de prebióticos: Consumir mais prebióticos, uma forma especial de fibra alimentar que promove o crescimento de bactérias saudáveis ​​(probióticos) que combatem as bactérias más, é uma boa ideia para pessoas com doença de Crohn. Os alimentos prebióticos incluem aspargos, bananas, mel e aveia, todos os quais são excelentes para a dieta da doença de Crohn. No entanto, por causa dos prebióticos serem um tipo de fibra, é importante monitorar seus sistemas e prestar atenção a como você se sente. Se determinados alimentos prebióticos, ou alimentos ricos em fibras, estão piorando seus sintomas, tente outros alimentos até encontrar o que funcione para seu caso.
  • Consuma refeições menores: Se você quiser evitar um surto de doença de Crohn, é melhor parar de sobrecarregar seu corpo com refeições de grande porte. Ao comer refeições menores você coloca menos estresse no trato gastrointestinal, o que pode ajudar a reduzir alguns sintomas de Crohn como inchaço, gases e cólicas. Você pode tentar comer refeições menores mais frequentemente ao longo do dia, ao invés de 2-3 grandes refeições, para ajudar com a absorção de nutrientes, melhorar a energia e controlar os sintomas.
  • Beba bastante líquidos: É possível perder uma quantidade elevada de líquido devido à diarreia frequente. Certifique-se de beber pelo menos 8 copos de água pura por dia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Confira Mais Sobre Esse Assuto