O Que é Difteria?

É uma doença infecciosa causada pela bactéria Corinebacterium Difteriae. Ela afeta a garganta, pele, coração, sistema nervoso central e rins. O período de incubação (tempo entre o contato com as bactérias e o desenvolvimento da doença) é de 2 a 5 dias.

Causas

A bactéria Corinebacterium Difteriae produz uma toxina que é distribuída por todo o corpo, capaz de danificar vários órgãos e sentidos.

Sintomas

Primeiros sintomas: desconforto da garganta, febre baixa e dor nos gânglios linfáticos no pescoço que incham. Membranas aparecem na cor cinza, aderente na garganta causada pela presença de bactérias e toxinas.

Sintomas avançados: obstrução das vias aéreas e dificuldades respiratórias. Visão dupla, fala e dificuldade para engolir. Choque com hipotensão, palpitações, palidez, sudorese e ansiedade.

Fatores de Risco

• Adultos de 65 anos e menores de 5 anos.

• Desnutrição.

• Falta de imunização da vacina contra difteria.

Leia também: “Difteria e Tétano e Coqueluche Vacina Adsorvida (Injetável)“.

Prevenção

Vacina contra difteria. Um lembrete é dado geralmente a cada dez anos.

Diagnóstico e Tratamento

Diagnóstico: cultura de garganta e exames de sangue.

Tratamento: internação e isolamento respiratório do paciente até a recuperação. Em casos graves, o paciente pode necessitar de traqueostomia e ventilação mecânica.

A toxina diftérica é o tratamento preferido. Os antibióticos, apesar de matar o Difteriae Corinebacterium desempenham um papel secundário.

Possíveis Complicações

• Insuficiência cardíaca.

• Respiração ofegante.

• Inflamação do nervo que causa visão turva e dificuldade de deglutição.

Prognóstico

Com o tratamento, a recuperação é de 10 dias.
Um atraso no tratamento pode ser fatal para o paciente.