A difteria é uma doença rara na maioria dos países desenvolvidos, devido ao uso generalizado da vacina contra a difteria. A difteria é uma doença bacteriana contagiosa grave que causa inflamação grave do nariz, garganta e traqueia.

O que Causa a Difteria?

A difteria é causada pela bactéria Corynebacterium diphtheriae. As bactérias invadem facilmente o tecido que recobre a garganta, e produzem exotoxinas que destroem o tecido e conduzem ao desenvolvimento de uma pseudomembrana. A exotoxina produzida pela bactéria é um componente importante na causa dos sintomas mais graves de difteria.

Como é Transmitida a Difteria?

Uma pessoa pode contrair difteria quando engole ou inala gotículas de saliva em suspensão que uma pessoa infectada produz ao tossir ou espirrar.
Os sintomas se apresentam entre 2 e 10 dias depois da infecção.

Quais são os Principais Sintomas da Difteria?

Os sintomas da difteria podem incluir:

  • Secreção nasal.
  • Dor de garganta intensa.
  • Febre.
  • Gânglios linfáticos inflamados no pescoço.
  • Uma camada de cor cinza ou preta nas membranas da garganta.
  • Problemas respiratórios.
  • Problemas para engolir.
  • Infecção da pele.

Sem tratamento, a difteria pode provocar complicações muito graves e potencialmente letais, tais como:

Difteria: Causa, Sintomas, Diagnóstico e Tratamentos

  • Asfixia.
  • Dano cardíaco, incluindo a inflamação (miocardite) ou insuficiência cardíaca congestiva.
  • Dano renal.
  • Dano nos nervos.

Como é Diagnosticada a Difteria?

O diagnóstico preliminar da difteria geralmente é feito com a história do paciente, o exame físico e a presença da pseudomembrana na garganta. A confirmação é baseada no isolamento do micro-organismo a partir de amostras de esfregaço retiradas da garganta.

Como é Tratada a Difteria?

Como a difteria pode ser letal, se houver suspeita da doença, o tratamento deve ser iniciado o mais rápido possível, inclusive antes de ter os resultados da cultura.

O tratamento pode incluir:

  • Hospitalização e isolamento para prevenir a propagação da infecção.
  • Antibióticos principalmente eritromicina.
  • Antitoxina de difteria.
  • Outros medicamentos para reduzir o risco de reações adversas à vacina, como são os corticosteroides, adrenalina ou anti-histamínicos.
  • Leia também: “Remédios Caseiros Para Difteria“.

    Como Prevenir a Difteria?

    A melhor maneira de prevenir a difteria é a imunização. A vacina contra a difteria é uma vacina combinada que contém também vacinas contra outras doenças graves e potencialmente mortais.

    A vacina é eficaz e segura, no entanto, como todos os medicamentos pode ter efeitos colaterais indesejados. Os efeitos colaterais da vacina contra a difteria são pouco frequentes e geralmente leves, e podem incluir febre, cansaço, irritabilidade, dor de cabeça e dor e vermelhidão no local da injeção.