O Que é Dispraxia?

Dispraxia é também conhecido como “síndrome da criança desajeitada”, porque as pessoas com a doença geralmente tem alguma imperícia e lentidão para executar movimentos coordenados como falar, cortar com a tesoura, escrever, abotoar, amarrar os sapatos, etc.

É também conhecido por outros nomes, tais como disfunção motora, distúrbio do desenvolvimento da coordenação motora ou como dificuldades de percepção.

Pesquisas estimam que 10% da população pode ter dispraxia leve e 4% dispraxia grave. Aqueles com dispraxia geralmente têm inteligência normal, por isso eles são especiais.

Causas

Não existem causas plenamente estabelecidas. Pode ser devido à imaturidade no desenvolvimento dos neurônios ou ser causada por trauma, doença ou lesão cerebral, por isso podem aparecer em qualquer fase da vida.

Sintomas

Fraqueza muscular generalizada que impede movimentos de finalização que exigem alguma coordenação.

Existem diferentes formas de dispraxia: distúrbio do discurso verbal, hiperatividade, distúrbios de aprendizagem, distúrbios motores, visuais, distúrbios emocionais ou comportamentais.

Diagnóstico e Tratamento

Dispraxia geralmente é detectada na pré-escola e o diagnóstico feito dentro do campo neurológico e motor.

Dispraxia

Quando identificado cedo, o problema é possível minimizar os sintomas.

Um psiquiatra pode prescrever medicamentos antidepressivos ou ansiolíticos e neurologista ou pediatra pode solicitar exames de TC ou outros.

Tratamentos para dispraxia visam melhorar as limitações da criança, a fim de integrá-las em atividades de grupo. Esta tarefa requer a ajuda de pais, professores, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, pediatras, etc.

Emoções: não participar de certas atividades pode causar frustração na criança, é necessário aplicar técnicas para melhorar a auto-estima e ensiná-las a gerenciar.

Aprender a tocar um instrumento, subir e descer escadas, jogar massa, cortar com tesoura, escrever e pintar, são exemplos de atividades que podem ajudar crianças com problemas de coordenação e equilíbrio.

No caso de dispraxia verbal, é aconselhável executar uma série de exercícios com a linguagem.

Existem materiais educativos que podem ser usados na recuperação de dispraxia, especialmente nas escolas.

Possíveis Complicações

Dispraxia, por vezes, pode ser conjugada com dislexia (distúrbio de aprendizagem) ou dislalia (problema de fala).

O problema é agravado quando os pais, familiares e professores privar as crianças de estímulos que poderiam ajudá-las a melhorar.É por isso que essas pessoas devem adquirir as habilidades necessárias para compreender e ajudar a criança, incentivá-la e ensinar habilidades.