A doença de Kienböck é uma necrose avascular (interrupção do fluxo sanguíneo) do osso semilunar.

O semilunar é um osso do pulso situado no carpo entre o escafoide e o piramidal. É um osso que participa para dotar de mobilidade o pulso.

Causas da Doença de Kienböck

A doença de Kienböck é uma doença rara cuja causa é desconhecida. Costuma aparecer com maior frequência na mão dominante de homens entre 20 e 45 anos.

Sintomas da Doença de Kienböck

O principal sintoma é dor e inflamação no pulso, particularmente no osso semilunar, que aparece de forma repentina. Não é devido a golpes ou traumatismos.

Se a doença progride o osso semilunar pode fragmentar e, eventualmente, afetar toda a mobilidade do pulso.

Normalmente costuma aparecer somente em uma mão e é mais comum em trabalhadores com tarefas manuais pesadas. Somente em 10% dos casos, a doença é bilateral.

Leia também: “Cinco Exercícios Para Fortalecer os Pulsos“.

Diagnóstico Para Doença de Kienböck

Para seu diagnóstico é necessária uma ressonância magnética nuclear (MRI) ou uma tomografia axial computadorizada (TAC).

Confirma-se pelo aspecto esclerótico do osso semilunar (o osso se torna mais denso), que provoca alterações císticas, fratura coronal e, finalmente, colapso ósseo.

Doença de Kienböck: O Que É, Causas, Sintomas, Diagnóstico e Tratamento

Tratamento Para Doença de Kienböck

Os principais tratamentos da doença são realizados mediante cirurgia:

  • Encurtar o rádio ou alongar a ulna: consegue-se reduzir a pressão sobre o osso semilunar.
  • Enxerto ósseo vascularizado: é realizado se o osso está quebrado ou fragmentado. Consiste em colocar substitutos do osso. Podem ser do próprio paciente, de doadores ou sintéticos.
  • Artrodese total de punho: consiste em fixar o pulso. É o último recurso, quando a doença progrediu e a dor é muito intensa.

Para a dor podem ser utilizados anti-inflamatórios não esteroides.