A laparoscopia é uma técnica diagnóstica e cirúrgica que permite observar e intervir diversas condições próprias da área do abdômen e área pélvica.

Técnica de Realização da laparoscopia:

A laparoscopia é realizada sob anestesia geral introduzindo um tubo longo e fino denominado laparoscópio através de uma incisão feita no umbigo ou abaixo do mesmo.

Com uma segunda punção é possível observar os procedimentos que são feitos sobre a área afetada pela inserção de um visualizador de vídeo.

Utilidades da laparoscopia:

As duas utilidades principais do procedimento laparoscópico são:

  • Laparoscopia diagnóstica: permite observar e estudar se há condições na área do abdômen.
  • Cirurgia laparoscópica: permite realizar operações de cirurgia introduzindo instrumentos cirúrgicos no abdômen através de pequenos tubos. Permite substituir a cirurgia clássica ou aberta na qual é necessário abrir a barriga completamente.

A laparoscopia permite estudar diversas doenças, como:

  • Apendicite.
  • Endometriose.
  • Inflamação da vesícula biliar (colecistite).
  • Câncer de ovário.
  • Doença inflamatória pélvica.
  • Tumores de cólon e reto.
  • Miomas uterinos.
    Laparoscopia: O Que É, Como Funciona e Como Se Preparar

Ao mesmo tempo, podem ser realizadas intervenções cirúrgicas, como:

  • Ligadura de trompas.
  • Operações de hérnia de hiato.
  • Extração de cálculos na vesícula biliar (colelitíase).
  • Extração do útero (histerectomia)

Preparação Para a Laparoscopia:

As instruções a serem seguidas antes de realizar este teste são:

  • Não comer nem beber oito horas antes da intervenção.
  • Deixar de tomar um dia antes medicamentos ou analgésicos, sempre com o consentimento do médico.

Complicações, Desconfortos e Riscos da Laparoscopia:

A laparoscopia envolve os riscos de qualquer cirurgia que requer anestesia. Além disso, pode haver outros riscos inerentes ao teste como:

  • Risco de hemorragia.
  • Infecção ou danos no intestino, bexiga ou vasos sanguíneos.
  • Perfuração do útero.

Após a intervenção é normal ter durante um tempo a barriga inchada porque se introduz ar no abdômen para obter uma boa visualização da área. Em aproximadamente um mês todo esse ar é reabsorvido.

Apenas uma em cada mil pessoas requer uma cirurgia maior para reparar o dano causado pelo procedimento laparoscópico e a taxa de mortalidade devido a complicações é aproximadamente 1 a cada 80.000 a 100.000 pacientes.