O Que é Gangrena?

É a destruição tecidual. A gangrena ocorre quando uma ferida é infectada ou ocorre a destruição do tecido, após um acidente.

Pode afetar qualquer parte do corpo, embora as mais afetadas sejam: os dedos, pernas e mãos, nessa ordem. As áreas mais perigosas são aquelas que afetam a parede abdominal.

Causas

A gangrena ocorre quando o fluxo sanguíneo para uma parte do corpo é bloqueado ou reduzido significativamente. Com a interrupção do fluxo de sangue a infecção é facilitada, geralmente por Clostridium perfringens, um parente da bactéria do tétano e botulismo.

As causas mais comuns são:

• Danos causados por acidentes, cirurgia ou perfurações profundas.

• Lesões que interrompem o fluxo sanguíneo.

• Coágulo em uma artéria.

• Endurecimento das artérias.

• Congelamento prolongado.

• Mordidas de homens ou animais.

Sintomas

Sinais:

• Escurecimento da pele e a morte do músculo e pele abaixo.

• Crepitações na pele.

• Inflamação.

• Dor ou dormência na área afetada.

• Úlceras cheirando tecidos destruídos.

• Febre moderada (até 38,3°C).

Fatores de Risco

• Diabetes mellitus.

Gangrena

• Tabagismo, o que dificulta a circulação do sangue.

• O consumo excessivo de álcool, o que impede o funcionamento dos vasos sanguíneos.

Prevenção

Se você tem diabete, e não faz nenhum tratamento diferente para controlar esta condição, preste atenção aos seus pés cuidadosamente para sinais de tecido danificado. Nos diabéticos pode ser indolor.

Mantenha as unhas curtas. Use sapatos confortáveis.

Se você sofre de endurecimento das artérias, veja a sua prevenção.

Consulte o seu médico se desenvolver sintomas de infecção (calor, inchaço, vermelhidão, dor ou sensibilidade), em qualquer lesão de pele.

Chame um médico se:

Você tiver dor persistente, apesar da medicação e tratamento.
Febre durante a convalescença.

Diagnóstico e Tratamento

Diagnóstico:

  • Histórico e exame físico por um médico.
  • Culturas de sangue ou de área gangrenosa.
  • Raios-X de qualquer área suspeita de detecção de gás nos tecidos.

Tratamento:

  • A base do tratamento é clínico.
  • Auto-cuidado durante a convalescença.
  • A imunização contra o tétano.
  • Permanecer em uma câmara hiperbárica para parar o progresso da gangrena.
  • Cirurgia para remover o tecido morto, por vezes acompanhada de amputação.
  • Após uma amputação, terapia física.

Medidas gerais:

  • Após a cirurgia e cuidados intensivos no hospital não fume!
  • Calçar luvas estéreis para fazer o curativo.
  • Manter em sacos plásticos duplos e queimar todo o material que esteve em contato com a área ulcerada.
  • Hidroterapia e pressão para facilitar a circulação.

Medicação:

  • Seu médico pode prescrever antibióticos, geralmente via intravenosa para combater a infecção.
  • Analgésicos.
  • Anticoagulantes.

Atividade:

  • Repouso absoluto até que o processo gangrenoso pare e a cura comece.
  • Movimente suas pernas, muitas vezes, enquanto estiver na cama para prevenir coágulos sanguíneos. Depois, gradualmente, retorne às atividades normais. Você pode ler ou assistir televisão.

Dieta:

  • Seguir um regime rico em proteínas e calorias, enquanto o corpo está restaurando tecidos danificados.
  • Suplementos de vitaminas e minerais, incluindo zinco. Consulte o seu médico.
  • Tomar líquidos (6 a 8 copos).

Possíveis Complicações

• Envenenamento do sangue.

• Choque.

• Coagulação intravascular disseminada, uma condição que provoca a coagulação.

• Amputação de uma parte do corpo para evitar a morte.

Prognóstico

Ser curado nas fases iniciais com antibióticos e cirurgia para remover o tecido morto.
Se não tratada, pode causar gangrena e infecções mortais.