Gripe A é uma doença respiratória muito contagiosa, causada pelo vírus influenza A da gripe suína; é uma infecção viral que tem sintomas piores e mais duradouros do que a gripe. Vamos explicar os sintomas e o tratamento da gripe A.

Entre os grupos de risco se encontram grávidas, crianças, idosos, pessoas com diabetes e pacientes com HIV, AIDS e câncer, principalmente, porque seu sistema imunológico está mais fraco e possuem menos defesas.

Sintomas da Gripe A

Os sintomas causados ​​pelo vírus influenza A são febre persistente – pelo menos quatro ou cinco dias -, dor de cabeça e dores musculares, tosse seca e dor de garganta, fadiga, fraqueza e perda de apetite, sendo piores nos primeiros 3 ou 4 dias, embora possam demorar de 1 a 2 semanas e durar várias semanas a fadiga e a fraqueza. Às vezes, podem aparecer sintomas gripais como secreção nasal.

Desde o momento do contágio, que leva de 1 – 4 dias para começar a mostrar sintomas da gripe A, e embora à maioria das pessoas se recupere sem problemas, às vezes pode resultar em outras infecções bacterianas, como infecção de ouvido ou bronquite e, em casos raros, pode levar ao aparecimento de pneumonia.

Como Tratar a Influenza A(H1N1)

A maioria das pessoas pode tratar os sintomas da gripe em casa com repouso, ingestão abundante de líquidos e medicamentos para reduzir a febre; na maioria dos casos, as pessoas com gripe se recuperam em uma ou duas semanas sem necessidade de tratamento.

Gripe A: Sintomas e Tratamento

Podem ocorrer complicações graves, tais como falta de ar, dor ou pressão no peito, sinais de desidratação, tais como tonturas ao ficar de pé ou urinar, confusão ou vômitos repetidos.

Para tratar a gripe em crianças é preciso procurar ajuda se o seu filho apresenta alguma das situações acima, ou se apresenta coloração da pele azulada ou roxa, irritabilidade, não existe presença de lágrimas ao chorar, febre com erupção cutânea ou não desperta facilmente.

Apresentam maior risco de complicações as mulheres grávidas, crianças menores de 5 anos de idade, especialmente aquelas com menos de 2 anos, pessoas com mais de 65 anos de idade e pessoas com certas doenças, como doença pulmonar crônica, doença cardíaca, diabetes, câncer ou que apresentam condições imunossupressoras, como o HIV ou transplante, entre outros.

Para tratar a gripe A é possível se apresentar a necessidade de tomar medicamentos antivirais, que podem ser utilizados para tratar ou prevenir a gripe, mas não elimina os sintomas da gripe, embora possa ajudar a reduzir a gravidade e duração dos sintomas.

Será o médico em todo caso, quem tomará a decisão de prescrever um medicamento antiviral, com base em determinados fatores e sendo particularmente adequado para aquelas pessoas que apresentam risco de desenvolver complicações da gripe A, como as anteriormente mencionadas.