O Que é Hipertireoidismo?

Ocorre quando a glândula tireoide está hiperativa, ou seja, excesso de produção de hormônios da tireoide, que pode causar aumento da atividade no metabolismo do corpo.

A glândula tireoide está localizada na frente do pescoço e produz diversos hormônios que controlam o crescimento, a digestão e transformação dos nutrientes. Seu mau funcionamento pode alterar essas funções.

Causas

Em geral, o hipertireoidismo é consequência de outras doenças, tais como:

  • Doença de Graves, também conhecida como bócio difuso tóxico, que provoca um aumento no tamanho de toda a glândula tireoide.
  • Tumores na glândula tireoide, a glândula pituitária, testículos ou ovários.
  • Infecção viral que provoca inflamação da tireoide.
  • O excesso de iodo, já que a glândula tireoide utiliza o iodo para produzir hormônios.
  • Nódulos tóxicos (adenomas), a glândula pode ter áreas de tecido anormal que crescem dentro da glândula tireoide, que podem causar um excesso de produção de hormônios.
  • Overdose de hormônios da tireoide.
  • Tireoidite que é a inflamação da glândula, que pode ocorrer após a gravidez ou uma doença viral.

Sintomas

Os sintomas variam de paciente para paciente, porém, o mais comum são:

Hipertireoidismo

  • Danos do nervo.
  • Irritabilidade.
  • Aumento da transpiração.
  • Afinamento da pele.
  • Cabelo fino, frágil.
  • Fraqueza muscular, principalmente nas coxas e braços.
  • Mãos trêmulas.
  • Arritmia.
  • Hipertensão.
  • Aumento do intestino.
  • Perda de peso.
  • Aumento do apetite.
  • Insônia.
  • Sensibilidade à luz.
  • Intolerância ao calor.
  • Confusão.
  • Alteação do ciclo menstrual.
  • Cãibras.

Leia também: “Hipertireoidismo: Alimentos Recomendados Para o Hipertireoidismo“.

Diagnóstico e Tratamento

Diagnóstico

É muito importante consultar o seu médico porque os sintomas do hipertireoidismo são similares aos causados por outras condições. Para fazer um diagnóstico, é necessário determinar os valores dos hormônios tireoidianos no sangue, o exame médico, para verificar a frequência cardíaca e o tamanho da glândula tireoide.

Tratamento

O tratamento depende das características particulares de cada paciente, e podem incluir:

  • Tireoide, Tireoidectomia Cirurgia é a remoção parcial ou total da tireoide.
  • O iodo radioativo para irradiar diretamente para destruir o tecido da tireoide. O paciente pode recuperar a função normal da tireoide é entre 8 e 12 semanas depois. No entanto, este tratamento não é recomendado durante a gravidez e a lactação.
  • Medicamentos, que ajudam a diminuir a produção do hormônio da tireoide.

Essa condição deve receber tratamento imediato, pois caso contrário pode causar uma crise de hipertireoidismo, também conhecida como tempestade da tireoide. Esta é uma complicação do hipertireoidismo, causando febre, fraqueza extrema e perda de força muscular, confusão, perturbações da consciência (incluindo o coma) e um aumento do fígado, com icterícia leve.

Em caso de não receber tratamento adequado, uma tempestade da tireoide pode provocar arritmia cardíaca, tendo atingido um estado de choque e até morte. Portanto, é aconselhável consultar o seu médico.

Infelizmente, em alguns casos, especialmente quando envolve a remoção da tireoide, o paciente pode sofrer de hipotiroidismo, por isso é necessário continuar com a ingestão de hormônios da tireoide para manter níveis adequados no organismo.