A urticária crônica é uma doença que cada vez mais começa a ter mais popularidade, embora para muitos continue sendo desconhecida. Vamos conhecer um pouco mais.

A urticária crônica (UC) é caracterizada pelo aparecimento espontâneo de colmeias, pápulas, inflamação ou vermelhidão da pele. Esta lesão cutânea pode ser de tamanho variável, aparecendo e desaparecendo entre 1 hora a 24 horas.

Estas lesões de pele aparecem pela liberação de uma substância que gera algumas células denominadas mastócitos, é a histamina.

Para poder fazer um diagnóstico diferencial, é importante levar em conta que os sintomas mencionados apareceram durante mais de 6 semanas para falar de urticária crônica. Por sua vez, é necessário conhecer que esta urticária crônica pode aparecer junto com angioedemas - inchaço dos tecidos - e que a origem da urticária crônica é geralmente desconhecida.

Isso faz com que o diagnóstico seja tardio, que se façam testes durante longos meses para comprovar de que doença se está falando e determinar corretamente qual é a melhor de abordá-la. Como você pode imaginar, isso também faz com que as pessoas que sofrem, junto com seus familiares, muitas vezes se sintam perdidas e ansiosas por não encontrar a causa da mesma.

Desta forma, podemos afirmar que a urticária crônica não é uma alergia e que, até o momento, não foi possível estabelecer uma cura para algo que não se conhece a causa. Claro, os tratamentos atuais são destinados a aliviar os sintomas e controlá-los para que você possa seguir com o ritmo normal da vida.

Como dissemos, quando aparecem esses sintomas é importante consultar um dermatologista, para que possa dar um diagnóstico e tratamento.

Para mais informações, não deixe de ler também "Urticária Crônica: Sintomas e Tratamentos".