Alguns deles conhecemos muito bem, mas nunca é demais avaliar o que podemos fazer para nos protegermos dos 10 vírus mais perigosos do mundo.

Lista dos vírus mais mortais que existem:

Febre Hemorrágica Marburg. Este vírus causa uma febre hemorrágica muito grave, que produz uma taxa de mortalidade de até 88%. Acredita-se que o hospedeiro natural deste vírus é um morcego de fruta. Entre seres humanos é transmitido pelo contato sanguíneo, sexual ou outros fluídos corporais. A primeira vez que este vírus foi identificado foi em 1967, quando se produziram vários focos simultâneos na cidade alemã de Malburgo em Frankfurt e em Belgrado, Sérvia. Os sintomas observados são, no início, febre alta, fortes dores de cabeça e um constante mal-estar geral. Posteriormente surge diarreia, erupções cutâneas, assim como sangramento nas gengivas, vagina, nariz e vômitos em casos mais graves. Atualmente não há vacinas ou tratamentos específicos para lidar com este vírus.

Ebola. Infelizmente temos ouvido muito sobre este vírus. Foi identificado pela primeira vez em 1976, data em que faleceram 80% das pessoas afetadas. A doença começa com febre alta, dores, vômitos e diarreia. Depois aparecem as hemorragias graves, desidratação e, consequentemente, falência de múltiplos órgãos, levando o paciente à morte. Sem dúvida, o ebola é um dos vírus mais letais.

Os 10 Vírus Mais Perigosos do Mundo

Febre Crimeia-Congo. Apenas alguns dias atrás, saltava a notícia do aparecimento deste vírus na Espanha. Esta condição é transmitida através de carrapatos e os sintomas dos pacientes guardam muita semelhança com os produzidos pelo Marburg e Ebola.

Herpes Zoster. A condição começa com coceira ou formigamento na face ou em algum lado do corpo. É comum confundi-lo com herpes comum, mas o zoster se espalha como uma erupção vermelha por toda a pele acompanhada de intensas dores. A próxima fase da doença passa por um aumento agudo dos sintomas que, às vezes, deriva em uma neuralgia pós-herpética. A pior parte disto é que os pacientes sofrem estas terríveis dores durante anos com diferentes intensidades. Embora seja uma doença pouco conhecido estima-se que pelo menos um de cada quatro pessoas sofrem em algum momento.

Febre Hemorrágica Argentina. Trata-se de uma febre hemorrágica argentina durante a qual os pacientes sofrem sépsis, hemorragias na pele e conjuntivite. A parte mais negativa deste vírus é que os sintomas não são exatamente iguais na maioria dos casos, por isso que, por vezes, não se reconhece o problema.

HIV. HIV ou vírus da imunodeficiência humana é outro dos vírus mais perigosos do mundo. Este vírus é conhecido pela elevada mortalidade que produziu nas últimas décadas. No entanto, a perspectiva a respeito deste vírus tem melhorado, já que graças aos medicamentos antirretrovirais, as mortes têm sido reduzidas consideravelmente. Apesar disso, estima-se que morreram em 2012 mais de um milhão e meio de pessoas, e é que nem todos têm acesso aos tratamentos adequados. Apesar dos avanços científicos e de ter conseguido aumentar a esperança de vida e a qualidade desta das pessoas afetadas, atualmente continua sendo um vírus incurável e mortal que enfraquece o sistema imunológico, fazendo com que o organismo se torne cada vez mais vulnerável a todos os tipos de doenças.

Leia também: “As Doenças Degenerativas Mais Perigosas“.

Febre Lassa. Todos os anos morrem milhares de pessoas devido a este vírus, cujos portadores são ratos e camundongos da África Ocidental. Os sintomas incluem dor de garganta, tosse, febre, dores de cabeça e problemas gastrointestinais. Atualmente não existe vacina para pará-lo.

Dengue. Segundo estimativas da OMS são infectadas com dengue 100 milhões de pessoas por ano. Os mosquitos são os que transmitem esta doença, espalhando-a em todos os lugares. A dengue causa sintomas semelhantes aos da gripe, mas às vezes resulta no que se conhece como dengue grave, que é uma causa de mortalidade infantil nos países da América Latina e da Ásia. Embora não haja tratamentos específicos, é importante detectar rapidamente a doença nos pacientes e promover ajuda sanitária, já que graças a isso a taxa de mortalidade permanece inferior a 1%.

Raiva. A raiva está incluída nesta lista de vírus mais perigosos, porque hoje em dia continua sendo um problema em alguns países, embora exista uma vacina. Mais uma vez a incapacidade para acessar uma apropriada assistência sanitária é a culpada pela morte de muitas pessoas. É transmitido através de mordidas, arranhões e/ou saliva.

Vírus do Papiloma Humano. É a DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis) mais comuns no mundo. As mulheres são as mais afetadas por qualquer um dos 150 tipos diferentes deste vírus que existe. Nelas pode produzir verrugas genitais ou câncer de útero, vulva ou vagina. Enquanto que nos homens poderia chegar a desenvolver câncer de pênis, ânus ou orofaríngeo, além de verrugas.

Como você vê nesta lista dos 10 vírus mais perigosos do mundo não apenas é importante a ameaça do vírus em si, mas também a possibilidade de acessar os tratamentos adequados, dos quais carece uma grande parte da população do mundial, infelizmente.