Que a saúde é a coisa mais importante é uma frase que você escuta e, talvez, repita diariamente sem prestar atenção que merece. E não é até que se apresenta uma doença que realmente descobre quanta razão existe por trás do mais verdadeiro dos clichês. A deterioração da saúde e o aparecimento de doenças muitas vezes podem ser evitados com alguns exames de controle e detecção, muito simples. Considere estes testes como suas melhores armas para proteger a sua saúde e inclusive salvar sua vida. Você sabe quais exames devem fazer as mulheres? Aqui encontrará um guia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Se você tivesse um tesouro ou algo muito, muito valioso, certamente que protegeria e cuidaria dele, certo? E me diga: há algo mais valioso ou importante do que sua saúde? É lógico, então, que você cuide dela com todas as suas forças e meios ao seu alcance. Para te ajudar nesta tarefa, oferecemos um guia dos exames de controle e prevenção que as mulheres devem fazer e quando. Preste atenção a essa informação e defina como meta que seja este o ano em que você vai dar a sua saúde a importância que merece.

Os Exames de Controle e Detecção Que Precisam as Mulheres - Parte I

Por Que São Importantes os Exames de Controle e Prevenção?

Se é difícil enfrentar um diagnóstico de uma doença crônica como diabetes ou osteoporose, que pode ter consequências graves para a saúde e a qualidade de vida, você imagina o impacto que te causaria o médico confirmar que o exame de HIV deu positivo ou que foi detectado câncer? Esse momento tão doloroso pode ser adiado e até mesmo evitado completamente se são detectados e se são controladas as anomalias, como, por exemplo, uma elevação de glicose (açúcar) no sangue antes que se declare diabetes, se atrasa, mediante de exercícios e medicamentos; ou que a perda óssea (do osso) progressiva se converta em osteoporose. Em outros casos, quando se detecta a doença em uma fase precoce (como infecção por HIV ou câncer), resulta muito mais fácil de combater e aumentam consideravelmente as probabilidades de sobrevivência.

Seu Calendário de Exames Pessoal:

Os exames de controle e prevenção que você precisa fazer e sua frequência depende não apenas do seu gênero, mas da sua idade, fatores de risco e antecedentes familiares (história familiar). Uma visita ao seu médico de família para fazer uma boa verificação é o primeiro passo fundamental que deve ser tomado. O resultado dessa verificação e os exames clínicos determinarão seu estado de saúde geral e, consequentemente, a frequência com que você deve seguir fazendo uma revisão. A seguir, te oferecemos uma lista com os exames de controle mais comuns e as recomendações que faz US Preventive Services Task Force (USPSTF por sua sigla em Inglês). Esta organização é constituída por um grupo de especialistas em prevenção (que inclui desde internistas, pediatras, médicos de clínica geral até especialistas como ginecologistas e obstetras), cuja missão é ajudar a parar o início e desenvolvimento de doenças. A seguinte lista inclui as recomendações gerais deste grupo, que você pode usar como um guia preliminar, mas o ideal é que com o seu médico seja estabelecido o seu próprio calendário pessoal.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os Exames de Controle e Prevenção Recomendados Para as Mulheres:

1. Exame para detectar o câncer do colo do útero (ou cervical). Este exame se conhece como Papanicolau ou simplesmente "Pap". Este exame é realizado pelo seu ginecologista ou provedor de serviços de saúde em seu escritório. A USPSTF recomenda a cada três anos para todas as mulheres com mais de 21 anos, ou inclusive antes dessa idade, se a pessoa tem sido sexualmente ativa durante no mínimo três anos. Entre 30 e 65, se você deseja que seja feito o exame de detecção com menos frequência, pode selecionar a combinação da citologia (ou Papanicolau) e exame do vírus do papiloma humano (HPV) a cada 5 anos, que oferece os mesmos benéficos que a citologia isolada. A USPSTF recomenda que as mulheres que tiveram uma histerectomia em que tenha tirado o colo do útero (colo do útero) não precisam deste exame. A frequência do exame pode mudar se houve um resultado positivo anteriormente ou se o seu médico recomenda levando em conta possíveis fatores de risco. Existe uma vacina contra o vírus do papiloma humano (HPV), a principal causa do câncer cervical. Consulte o seu médico para saber se é recomendada no seu caso, ou para suas filhas/adolescentes, por exemplo.

Leia também: "Exame de Papanicolau ou Citologia Vaginal: O Que É, Para Que Serve e Como se Preparar".

2. Exame para detectar o câncer de mama (mamografia). A mamografia consiste em uma série de radiografias do tecido da mama que permitem detectar o câncer de mama, inclusive antes que possam se apresentar os sintomas ou que você possa encontrá-lo através de um autoexame das mamas. Não existe um único critério em termos de frequência. A USPSTF recomenda que as mulheres façam uma mamografia a cada dois anos a partir dos 50 anos até 74 anos de idade (isto é, se não há outros fatores de risco, como história familiar, ou cistos nos seios, por exemplo). No entanto, a Sociedade Americana do Câncer, o Colégio Americano de Radiologia, assim como o Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas recomenda que as mamografias sejam realizadas a partir dos 40, ou inclusive antes, se o médico assim decidir. Verifique com o seu médico sobre qual é o momento adequado para você começar seus exames regulares.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Leia também: "Como Se Preparar Para Uma Mamografia".

3. Exame para detectar osteoporose (exame de densidade óssea). As alterações hormonais, especialmente na época da menopausa, tornam as mulheres são mais suscetíveis a que seus ossos enfraqueçam e possam se quebrar mais facilmente. Um exame de densidade óssea permite determinar o grau de força ou fragilidade dos seus ossos e se você já tem osteoporose. Dependendo da sua idade e seu histórico médico, o seu médico determinará se você deve fazer o exame a partir de 50. A USPSTF recomenda o exame para todas as mulheres pelo menos uma vez a partir dos 65 anos de idade.

4. Exame para detectar câncer colorretal. A partir dos 50 e até 75 anos de idade, o seu médico indicará exames periódicos para detectar o câncer no cólon e no reto, usando vários métodos: exame de sangue oculto (uma vez por ano a partir dos 50), uma sigmoidoscopia (a cada 5 anos a partir dos 50 anos de idade, a menos que se faça também uma colonoscopia). Esta última é realizada como exame de detecção de rotina a cada 10 anos a partir dos 50 anos de idade, a menos que se realize também uma sigmoidoscopia a cada 5 anos. Consulte o seu médico sobre qual é o exame mais adequado para o seu caso particular. Se forem encontrados pólipos, você deverá fazer o exame com maior frequência.

5. Exame da pressão arterial. A partir dos 18 anos, a recomendação é que seja verificada a pressão arterial a cada dois anos, se a leitura for inferior a 120/80. Se a leitura está entre 120/80 e 139/89, a recomendação é verificá-la uma vez por ano. Se a pressão arterial está elevada, ou seja, superior a 140/90, o seu médico recomendará um tratamento para controlá-la, através de medicamentos e/ou mudanças no seu estilo de vida.

Estes são os cinco primeiros exames, existem outros cinco exames igualmente importantes que você deve fazer que vamos descrever em "Os Exames de Controle e Detecção Que Precisam as Mulheres – Parte II".