Uma das formas mais predominantes deste mal, é a psoríase no couro cabeludo, que inclusive pode se transformar na precursora de outros tipos de doença.

Geralmente se apresenta sob a forma de grandes placas espessas que se estendem até a frente, um pouco abaixo da linha do cabelo. Curiosamente, o cabelo cresce saudavelmente entre as escamas, não sendo afetado por elas.

A psoríase do couro cabeludo não causa perda de cabelo: como as raízes estão sob a pele, não são afetadas. Ao contrário da caspa, que afeta quase todo o couro cabeludo, a psoríase forma placas muito definidas, deixando as outras áreas livres.

Diferentemente da caspa que não pode ser sentida quando se passe os dedos sobre o cabelo, as placas de psoríase são sentidas e isso se deve ao crescimento das escamas e consequente agrupamento destas em torno do cabelo.

Leia também: “Psoríase Causas e Sintomas“.

Como Tratar a Psoríase no Couro cabeludo:

O tratamento da psoríase do couro cabeludo pode ser realizado com a utilização de ácido salicílico e corticosteroides, como betametasona com ácido salicílico em forma de loção, que deve ser aplicada durante a noite na cabeça e lavado apenas pela manhã, cuidadosamente.

Psoríase no Couro Cabeludo: Tratamento

Outra opção é a utilização de calcipotriol e dipropionato de betametasona e gel, aplicando durante a noite antes de dormir.

Para remover as crostas que permanecem, é aconselhável lavar o cabelo todos os dias com um shampoo que contenha alcatrão ou ácido salicílico, prescrito pelo médico. Depois de lavar, use um pente com cerdas grossas e cerdas finas para pentear o cabelo e ir eliminando as crostas que vão se desprendendo do couro cabeludo.

Outra opção para o tratamento da psoríase do couro cabeludo é a utilização de um shampoo de propionato de clobetasol, prescrito por um dermatologista. A facilidade deste shampoo é que pode ser removido depois de 15 minutos de utilização. Também não tem cheiro e deixa o cabelo com um aspecto melhor.

Por outro lado, também existem tratamentos naturais para a psoríase, que podem te ajudar a se livrar deste mal, sem qualquer efeito colateral. Lembre-se que os produtos químicos sempre causam efeitos secundários e não é conveniente utilizá-los por um longo tempo.

Esperamos que esta informação tenha sido útil para a psoríase no couro cabeludo.

Se você já tem esta doença, recomendamos que você leia outros artigos sobre o assunto em nosso site de Saúde para curar todos os tipos de psoríase.