Você suspeita que pode ter a doença de Crohn? Atualmente, vivemos em tempos de grande intensidade, trabalhamos durante todo o dia em ambientes de forte competitividade e com datas limite de entrega ou cumprimento de metas a cada dia mais desafiantes, o que para muitos representa viver com um nível de estresse elevado.

O estresse mantido ao longo do tempo em níveis elevados que, ocasionalmente, se reflete em desconfortos físicos, principalmente estomacais ou intestinais, entre outras alterações físicas e orgânicas. A doença de Crohn é uma dessas doenças causadas pelo estresse.

Em muitos casos, devemos traçar e equilibrar a vida profissional com as responsabilidades domésticas, cumprindo nosso papel como pais, parceiros e amigos, o que nos deixa pouco tempo para a preparação de alimentos saudáveis.

Adotamos hábitos alimentares ruins e, de alguma forma, torna-se comum para nós, ocasionalmente, nos sentirmos irritados ou com inflamação ou inchaço abdominal suspeitando que sofremos da doença de Crohn.

No entanto, é muito importante levar em conta que nem sempre algum desconforto estomacal ou intestinal deriva de um simples hábito alimentar ruim ou estresse, mas que existem doenças inflamatórias intestinais como a doença de Crohn que, são em cada caso, uma patologia em si mesma, e seu correto diagnóstico e tratamento profissional são indispensáveis para evitar um dano profundo, assim como complicações médicas graves em nosso organismo.

Entre as doenças inflamatórias intestinais se encontram a colite ulcerativa e acolite, mais comuns que em termos médicos são denominadas colites indeterminadas, assim como a doença de Crohn.

Nenhuma dessas condições é muito comum, mas seu diagnóstico em ocasiões é confundido com simples inflamações intestinais derivadas do estresse ou hábitos alimentares ruins. A seguir te explicamos mais sobre esta condição.

Leia também: "Dieta Alimentar Para Controlar os Sintomas da Doença de Crohn".

O Que é a Doença de Crohn?

Como dissemos no início, a doença de Crohn é uma condição das comumente englobadas entre as doenças inflamatórias intestinais.

Basicamente, esta patologia é uma inflamação crônica de todo o sistema digestivo, que pode se manifestar mediante o inchaço e desconforto, em qualquer altura do trato digestivo.

O desconforto da doença de Crohn afeta principalmente a área que vai desde a boca até o final do intestino ou ânus.

A forma mais comum da doença de Crohn e que representa mais de 50% dos casos, é a que aparece na parte inferior ou final do intestino delgado, onde se conecta com o intestino grosso e que cientificamente se denomina íleo. No entanto, é possível apresentar desconfortos no restante do trato digestivo.

Ao sofrer a doença de Crohn, a parte do trato digestivo em que se manifesta torna-se inflamada e inchada, ficando avermelhada, e enfraquecendo o revestimento da área afetada que chega a se romper, por isso se torna suscetível a feridas que se transformam facilmente em úlceras hemorrágicas.

Se não forem tratadas a tempo ou não se previnem as úlceras causadas pela doença de Crohn, em alguns casos, estas feridas permanecem abertas provocando deficiências de ferro pela perda de sangue ou podem chegar a se fechar sozinhas, fazendo com que a área do intestino cicatrizada se torne estreita e gere futuros problemas de obstrução intestinal.

Infelizmente a doença de Crohn é uma condição crônica e não tem cura. Costuma afetar homens e mulheres indistintamente entre os 15 e 35 anos de idade.

O tratamento da doença se concentra em amenizar os sintomas, tornar mais suportável o estilo de vida do paciente e conseguir períodos de remissão longos. No entanto, ao sofrer desta você deverá ter uma atenção constante sobre os seus sintomas ou desconfortos.

A doença de Crohn costuma se manifestar de distintas maneiras em cada paciente, mas existem sintomatologias recorrentes que podem dar ao médico uma orientação sobre a gravidade da condição.

Se você sofre da doença de Crohn, provavelmente, está sofrendo de diarreias constantes, dores abdominais do tipo cólicas na parte inferior do abdômen, fadiga sem causa aparente, necessidade de evacuar mesmo quando na verdade você está com o intestino vazio, perda de peso sem causa aparente.

Se estes sintomas prevalecem por mais de três semanas e suspeita que é possível sofrer da doença de Crohn, é aconselhável que procure uma clínica ou o seu médico de confiança, para que este proceda com a realização de uma endoscopia e exames de sangue e fezes que considere necessários para confirmar o diagnóstico.

Causas da Doença de Crohn

As causas da doença de Crohn continuam sendo um mistério para a medicina atual. Foi determinado que existe um componente hereditário na ocorrência da doença, já que a sua incidência é cinco vezes maior em pessoas que têm um membro da família que sofre, no entanto, não é o único nem determinante fator.

Além disso, a presença de alguma doença autoimune favorece o aparecimento desta condição.

Os fatores ambientais e alimentares na infância parecem ser um fator de risco a mais e chegam a ser considerados como parte das causas da doença de Crohn, e hábitos como o tabagismo têm demonstrado aumentar a incidência e a gravidade dos ataques da doença, embora não tenha sido comprovado que sejam uma causa para o aparecimento da doença em si mesma.

Leia também: "Feridas na Boca: Um Sinal da Síndrome de Crohn (Doença de Crohn)".

Remédios Naturais Para Tratar a Doença de Crohn

Cabe destacar que enquanto a alimentação ou o estresse não são causas que provocam a manifestação da doença de Crohn, uma das maneiras mais simples de tratar esta condição é através de uma dieta leve para o intestino, que evite a sobrecarga deste e permita que os alimentos sejam processados sem danos ou com o mínimo dano para o intestino.

Entre as recomendações alimentares mais importantes se encontram tanto quanto possível o consumo de produtos lácteos, assim como qualquer alimento que estimule o aparecimento de gases ou inflamação, de acordo com o organismo de cada pessoa, assim como evitar alimentos muito ricos em fibras ou em gorduras.

Também ajuda o bom funcionamento do intestino realizar muitas refeições leves ao longo do dia em vez de uma ou duas grandes refeições muito abundantes que saturam o trato digestivo.

Consumir Cenouras

As cenouras são excelentes como remédio natural contra a doença de Crohn, são uma fonte saudável de nutrientes e contêm antioxidantes naturais que ajudam a reduzir os sintomas desta condição, também que sejam fáceis de processar pelo sistema digestivo e muito saborosas. Procure consumi-las bem cozidas e macias, com um mínimo de sal, ou passadas através de um extrator.

Consumir Cúrcuma

Esta especiaria será sua grande aliada contra a doença de Crohn e qualquer condição inflamatória. A cúrcuma tem propriedades fortemente anti-inflamatórias e adicionalmente ajuda a reduzir as feridas ou úlceras do trato intestinal. Você pode consumir constantemente adicionando esta especiaria aos seus alimentos ou em forma de cápsulas que estão disponíveis em qualquer farmácia ou drogaria.

Consumo de Marshmallows

Os marshmallow contêm uma substância chamada mucilagem que é um calmante e anti-inflamatório e de fato os doces de marshmallow foram criados inicialmente para tratar doenças. Os marshmallows preparados como uma infusão de ervas são um remédio natural contra a doença de Crohn, já que favorecem a cura das úlceras e irritações gastrointestinais.