Saiba Mais Sobre Os Diferentes Tipos De Insulina

Insulina não existem apenas uma, mas muitas. E os pacientes com diabetes tipo 1 precisam conhecê-las e recordá-las permanentemente, pois são à base do seu tratamento. Esta é uma pequena ajuda para aqueles que às vezes se confundem, esquecem ou não sabem quais são os diferentes tipos desta valiosa substância.

Quando você tem diabetes tipo 1, a insulina é uma parte essencial do seu tratamento. E se você tem diabetes tipo 2, pode precisar no futuro. Por isso, é importante que você se familiarize com ela. E se por algum motivo você se esqueceu de algum detalhe, em Saúde Dicas te ajudamos a recordá-lo.

Insulina animal ou humana: Até recentemente, a insulina vinha principalmente dos animais, como a vaca, o salmão e o porco, entre outros. O problema com a insulina animal é que é um pouco diferente da humana e pode causar reações indesejáveis ​​em alguns pacientes diabéticos.

Saiba Mais Sobre os Diferentes Tipos de Insulina

Por isso, no final dos anos 70, os cientistas descobriram uma maneira de produzir de forma Bio-sintética utilizando plantas, insulina humana em laboratório. Atualmente toda a insulina que se encontra nos Estados Unidos é humana. Embora em outros países ainda seja vendida a insulina proveniente de animais para os pacientes, que a preferem.

Intensidade:
Mas a origem não é a única maneira de diferenciar a insulina. A insulina também pode vir em diferentes graus de intensidade ou concentração. Nos Estados Unidos, a mais comum é 100U, o que significa 100 unidades por mililitro. Mas, em outros países, especialmente na Europa e na América Latina, é possível encontrar também de 40U e 80U. Portanto, antes de comprar, verifique a intensidade da insulina e se o tamanho da seringa é adequado.

Tipos de Insulina

Além disso, para evitar tantas injeções e melhorar os efeitos, os tipos de insulina se diferem na rapidez com que agem para chegar ao seu sangue para reduzir os seus níveis de glicose (açúcar) no sangue, quando atinge a sua ação máxima (pico) e quanto tempo dura o efeito. Informe-se, saiba se pode servir. Isto é muito importante.

Insulina de ação rápida: começa há agir cinco minutos após a injeção, atinge o seu pico uma hora mais tarde e o efeito dura entre 2 e 4 horas. É ideal, porque permite que a pessoa aplique a injeção justamente no momento em que come, seja qual for à hora, e não tem que planejar com muita antecedência.

Insulina simples ou de ação curta (humana): começa há agir 30 minutos após a injeção, tem seu pico 2 ou 3 horas mais tarde, e o seu efeito dura entre 3 e 6 horas. É tomada antes de cada refeição e dura até a refeição seguinte.

Insulina de ação intermediária (humana): começa a agir entre 2 a 4 horas após a injeção, atinge o seu pico após 4 a 12 horas e seu efeito dura entre 12 e 18 horas. É ideal para manter alguns níveis de insulina em seu corpo durante metade de um dia, pelo menos.

Insulina de ação prolongada: começa a agir entre 6 e 10 horas após a aplicação, mas o seu efeito dura entre 20 e 24 horas. A mais conhecida é a insulina ultra lenta e, embora seja pouco utilizada, foi criada para reduzir a quantidade de injeções para apenas 1 por dia.

Existem insulinas que vem pré-misturadas no mesmo frasco de fábrica. Outras vêm em forma de canetas cheias de insulina com a agulha de fábrica que são especialmente práticas para transportar de um lugar para outro. Seu médico te recomendará a mais adequada para você e também te indicará quais das insulinas não se podem misturar em uma mesma seringa.

Se a insulina é seu melhor aliado para controlar o diabetes, é importante conhecê-la como a palma da sua mão. Pouco a pouco, com o tempo e a prática, você já saberá todas essas informações na memória. Enquanto isso te ajudamos a recordá-las.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Confira Mais Sobre Esse Assuto