O mais representativo desta síndrome de Tourette são os tiques motores e a presença também de um ou mais tiques vocais. Estes aparecem várias vezes ao dia, de forma recorrente, por um longo tempo. Este transtorno surge antes dos 18 anos.

A localização, frequência, complexidade e gravidade dos tiques variam ao longo do tempo. Os tiques motores podem afetar qualquer parte do corpo, incluindo o rosto, cabeça, tronco, extremidades superiores e inferiores. Os tiques motores simples são contrações rápidas, sem sentido, de um ou vários músculos, como o piscar. Mas também podem se apresentar outros mais complexos como tocar, agachar, dobrar os joelhos, dar passos para trás e fazer voltas enquanto caminha.

Os tiques vocais incluem distintas palavras ou sons, como cliques, grunhidos, uivos, latidos, bufadas ou tosse. A coprolalia, um tique vocal complexo que envolve a estranha expressão de obscenidades, ocorre em uma pequena minoria, por isso não é necessário para diagnosticar esta doença.

Leia também: “Remédios Caseiros Para Tiques Nervosos“.

Sintomas da Síndrome de Tourette

Aproximadamente na metade dos indivíduos com transtorno de Tourette, os primeiros sintomas costumam ser tiques simples, sendo o mais frequente o piscar. Com menos frequência, os tiques iniciais afetam outras partes do rosto ou do corpo e podem consistir em caretas faciais, giros da cabeça, roncar, saltar, limpar a garganta, emitir sons ou palavras.

Síndrome de Tourette: O Que É, Sintomas e Complicações

Este transtorno de Tourette é muitas vezes acompanhado de obsessões e compulsões, hiperatividade, distração e impulsividade. Com frequência se observa desconforto social, vergonha, excessiva auto-observação, desmoralização e tristeza, o que pode interferir de forma muito séria na vida afetiva, social e profissional do indivíduo.

Complicações da Síndrome de Tourette

Entre as complicações raras da síndrome de Tourette cabe citar as lesões físicas induzidas por autoimposição (extração do olho), problemas ortopédicos (resultantes dos tiques motores) e problemas cutâneos (por arranhar ou lamber).

A vulnerabilidade ao transtorno de Tourette parece ser de caráter genético, no entanto, em alguns indivíduos não se evidencia a existência de um padrão familiar.

Prevalência da Síndrome de Tourette

A prevalência da síndrome de Tourette está relacionada com a idade. Estão afetados muito mais crianças (5-30 por 10.000) do que os adultos (1-2 por 10.000), de acordo com o DSM-IV-TR.