O Que é Sonambulismo?

É um distúrbio do sono caracterizado pelo fato de caminhar ou realizar outra atividade em um estado semiconsciente. Afeta principalmente crianças e adolescentes, com uma idade de início entre 6 e 12 anos de idade. Cerca de 1 a 6% das crianças têm realizado em mais de uma ocasião esse fenômeno, e de 10 a 15% tiveram um episódio isolado.

Causas

O ciclo normal do sono envolve estágios distintos de sonolência para o sono profundo. O sonambulismo ocorre mais frequentemente durante o sono profundo, nas primeiras horas da noite, mas pode ocorrer durante o sono perto da manhã.

Nas crianças, o sonambulismo pode estar relacionado à fadiga, perda de sono, ansiedade e até febre. Nos adultos, pode ser uma resposta ao estresse excessivo, ansiedade, transtorno mental, reações a drogas, álcool ou certos medicamentos.

Sintomas

  • Olhos abertos durante o sono.
  • Levantam-se e parecem acordados.
  • Falam sobre algo incompreensível e sem propósito.
  • Andar ou fazer outras atividades durante o sono.
  • Não se lembram do episódio e mostram confusão e desorientação após despertar.

Leia também: “Sonambulismo: Sintomas e Tratamentos“.

Prevenção

Aqui estão algumas dicas para melhorar a forma de dormir:

  • Estabelecer um calendário de rotina (tentar sempre dormir no mesmo horário).
  • Evite dormir durante o dia.
  • Não vá dormir com fome ou sede, ou depois de comer ou beber.
  • Tente relaxar antes de dormir.
  • Não tente resolver seus problemas na hora de dormir.

Diagnóstico e Tratamento

Tratamento

Geralmente, não é necessário tratamento específico para o sonambulismo, porque, geralmente, desaparece por si próprio. Se persistir ou for acompanhado de outros sintomas, não se esqueça de consultar o seu médico, ele pode dizer se é necessário submeter-se a uma avaliação psicológica para determinar a existência de excesso de ansiedade ou estresse, ou excluir outras possibilidades.

Se um membro da família sofre de sonambulismo, pode ser adequado adotar certas medidas de segurança como:

  • A modificação do ambiente, ou seja, alterar a localização de objetos, como fios elétricos ou móveis para reduzir o risco de tropeçar e cair. Pode ser necessário bloquear escadas e portas.
  • Evitar o álcool ou depressores do sistema nervoso central.
  • Evitar a fadiga, insônia, estresse e ansiedade, pois podem piorar a situação.