O Que é Tetralogia de Fallot?

Tetralogia de Fallot é uma cardiopatia congênita que produz cianose (pele azulada) que conduz a oxigenação insuficiente do sangue que corre através do corpo, e uma diminuição do fluxo sanguíneo para os pulmões.

Ela recebeu seu nome porque combina quatro tipos de alterações da arquitetura normal do coração:

  • Estenose (estreitamento) do pulmão.
  • Defeito do septo.
  • Nascimento anormal da aorta no septo interventricular.
  • Hipertrofia (crescimento) do ventrículo direito.

Causas

Embora a causa exata seja desconhecida, parece que existem alguns fatores pré-natais que podem contribuir para a incidência dessa anomalia, tais como:

  • Rubéola ou outra doença viral durante a gravidez.
  • A má nutrição durante a gravidez .
  • Alcoolismo.
  • Idade gestacional (em uma mulher de 40 anos).
  • Diabetes Mellitus.
  • Síndrome de Down.

Sintomas

Quando um bebê nasce com essa anomalia podem faltar sinais de cianose, mas com o tempo pode desenvolver uma pele azulada na hora de chorar ou comer.

Você também pode sentir:

  • Fadiga.
  • Falta de ar durante algum esforço físico.
  • Nanismo.
  • Aumento de glóbulos vermelhos.
  • Tendência a agachar depois de fazer algum esforço, uma vez que incentiva a oxigenação.
    Tetralogia de Fallot
  • Irregularidade no peso.
  • Deformação dos dedos (aumento do músculo ou a pele ao redor das unhas dos dedos).
  • Convulsões durante períodos prolongados de oxigênio insuficiente.

Prevenção

É recomendável que os pais façam:

  • Alimente a criança lentamente.
  • Forneçam refeições em pequenas quantidades e com mais frequência.
  • Tentem distrair a criança e eliminar a ansiedade.
  • Evitem gritar.
  • Coloquem a criança na mão e em uma posição fetal durante épocas de pele azulada.

Geralmente uma criança de cuidados necessários, nestas circunstâncias, pode ser estressante para os pais, por isso é aconselhável procurar ajuda profissional profissionais (enfermeira), que fornecem os melhores cuidados possíveis.

Diagnóstico e Tratamento

Diagnóstico:

Para diagnosticar essas anomalias, o médico irá realizar um exame físico, e alguns testes, tais como:

  • Eletrocardiograma.
  • Ecocardiograma.
  • A radiografia de tórax.
  • Cateterismo Cardíaco.

Tratamento

Para reparar esse tipo de malformação cardíaca, geralmente requer cirurgia entre três e cinco anos de idade. Se a doença se agravar, poderá ter de ser feita antes.