Os desastres naturais, os acidentes, os roubos, os sequestros. Todos estes acontecimentos, certamente, alteram a nossa saúde mental. Quando acontece algo traumático se desenvolvem sintomas que formam parte do chamado Transtorno de Estresse Pós-Traumático ou TEPT. Continue lendo para se informar.

Nos últimos anos, temos visto como vários fenômenos naturais têm chegado com toda sua força e tem destruído cidades inteiras. Para não ir mais longe, o furacão Katrina, os tsunamis no Japão e na Tailândia, os terremotos no Haiti e no Chile e mais recentemente no Equador. Essas tragédias afetam a todos nós, de alguma forma, porque nos causam medo e incerteza.

Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT): As Consequências Mentais de um Evento Traumático

No entanto, as pessoas que viveram e sobreviveram para contar a história, são as mais afetadas. Memórias, pesadelos, ansiedade, medo excessivo e tristeza podem ser os sintomas dessas pessoas, que se resumem em uma condição – muito conhecida entre aqueles que regressam da guerra - chamada de Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT) ou Síndrome de Estresse Pós-traumático.

Luisa estava presente nos terremotos no Equador, pois trabalhava em uma Organização Não Governamental no momento da catástrofe. Em meio ao caos, ela tentou ajudar muitas pessoas e por muitos dias os seus esforços se concentraram nisso. No entanto, um mês depois, percebeu que não conseguia dormir e que tinha outros sintomas de TEPT como os seguintes:

  • Pesadelos e sonhos sobre o que aconteceu.
  • Recordações recorrentes.
  • Sentir-se emocionalmente paralisado/a.
  • Ter problemas para se concentrar e para memorizar.
  • Desesperança em relação ao futuro.
  • Raiva e irritabilidade.
  • Culpabilidade.
  • Assustar-se com qualquer coisa.
  • Ver ou escutar coisas que não estão acontecendo na realidade.

É comum que esses sintomas apareçam e desapareçam. Em algumas ocasiões, pode levar anos para aparecer, porque se produz uma espécie de "bloqueio" ou negação por parte de quem sofreu o evento traumático. Aqueles que sofreram a perda de entes queridos podem experimentar esses sintomas inclusive anos depois do que aconteceu. Um estudo recente publicado no Journal of Nervous and Mental Disease, confirmou que vários dos turistas suecos que perderam um parente no tsunami em 2004 no Sudeste Asiático, ainda relataram sofrer de sintomas de síndrome de estresse pós-traumático.

Também pode acontecer que você esteja tranquilo/a e que pense que já esqueceu o que aconteceu, mas diante de qualquer provocação, perde o controle. Por exemplo, ver nas notícias de que existe um tsunami ou terremoto pode te causar pânico.

Os desastres naturais não são o único fator que pode causar o transtorno de estresse pós-traumático. Outros eventos traumáticos que podem causar essa síndrome são:

  • Ter participado de uma guerra.
  • Ter sido vítima de um estupro.
  • Ter sofrido uma infância difícil com abuso físico.
  • Ter sofrido assédio sexual.
  • Ter estado em um acidente (carro, caminhão, avião, motocicleta, barco, bote, lanche, etc.).
  • Ter sido vítima de um sequestro.
  • Ter sido vítima de um ataque físico ou de ameaça com uma arma.
  • Ter sido vítima de um roubo.
  • Ter estado em um incêndio ou uma inundação.

Se você tiver passado por uma situação traumática e sofre destes sintomas, procure a ajuda de profissional especializado e o apoio dos seus entes queridos. Os medicamentos para a depressão e a ansiedade entre outros, e a terapia psicológica podem te ajudar a superar o TEPT. Não espere para cuidar da sua saúde mental.