O Que é Uretrite Gonocócica?

Infecção da uretra masculina semelhante à gonorreia, mas produzida por outros agentes. É uma doença geralmente transmitida sexualmente, mas pode ser transmitida verticalmente (de mãe para filho durante o parto) ou através de manipulações como o cateter urinário. É tão comum nos homens como nas mulheres, mas por considerações de ordem anatômica, é mais frequentemente diagnosticada em homens.

Causas

A infecção da uretra masculina por vários tipos de germes, mas o mais comum e mais grave é a Chlamydia trachomatis, mas também pode produzir:

• Ureaplasma Urealyticum;

• Haemophilus vaginalis;

• Mycoplasma genitalium;

• Adenovírus e, mais raramente;

• Trichomonas vaginalis e

• Herpes simplex vírus tipo II.

Leia também: “Remédios Caseiros Para Uretrite“.

Sintomas

Nos homens:

Corrimento do pênis.
Ardor ou dor ao urinar.
Coceira peniana, irritação ou desconforto.
Às vezes,manchas na roupa.

Nas mulheres:
Os germes que causam NGU podem causar sintomas uretrais (comichão ou ardor ao urinar).
Infecções purulentas do colo do útero (indolor).
Vaginite (que podem apresentar dispareunia, dor durante a relação sexual e corrimento vaginal).
Eles podem ser completamente assintomáticos.
No feto podem causar infecções de olhos, ouvidos e os pulmões, mas não estão associadas a malformações como rubéola, toxoplasmose ou sífilis.

Uretrite Gonocócica (UNG)

Fatores de Risco

• Sexo promíscuo.

• Sexo comercial.

• Sexo desprotegido.

Prevenção

Evite situações de risco.
Usar métodos de barreira para impedir a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis.

Diagnóstico e Tratamento

Diagnóstico:
Nos homens o diagnóstico clínico de uretrite, gonoccocia ESCART chega ao diagnóstico de NGU.
Em mulheres, o diagnóstico geralmente é feito durante a busca de contatos de um homem afetado, ou a presença de corrimento vaginal.

Tratamento:
O tratamento médico é com antibióticos.

Medidas gerais:
Tome todos os medicamentos, e os sintomas desaparecem.
Diga a todos os seus parceiros sexuais para buscarem o tratamento.
Não ter relações sexuais desprotegidas até que você esteja curado.

Medicação:
O seu médico irá tratar com antibióticos. Avisar se você pode estar grávida, alguns dos antibióticos utilizados podem prejudicar o feto, mas pode ser alterado por outro.
Exame de todos os tratamentos, mas que já não têm sintomas.

Atividade:
Não ter relações sexuais desprotegidas até que você esteja curado.

Dieta:
Não requer nenhuma dieta especial.

Informe o seu médico se:
Os sintomas persistirem apesar do tratamento ou recorrência após o término do tratamento.

Leia também: “Informações Sobre Gonorreia“.

Possíveis Complicações

Infecções não tratadas (principalmente Chlamydia) podem se espalhar para outros órgãos, tais como:

Nos homens:

• Epididimite cabo (atrás do testículo), que pode levar à esterilidade.

• Síndrome de Reiter (artrite reativa e envolvimento da mucosa ocular).

Conjuntivite ou lesões de pele.

Nas mulheres:

Doença Inflamatória Pélvica (DIP), que pode causar esterilidade ou gravidez tubária.

• Dor pélvica crônica ou abortos espontâneos.

• Conjuntivite no recém-nascido causada por Chlamydia (tracoma), pode resultar na perda do olho.

Prognóstico

Às vezes, são difíceis de tratar, de modo que os tratamentos devem ser seguidos por todo o tempo indicado pelo médico.
Existem doenças fatais ou incapacitantes, mas pode causar esterilidade permanente.