As placas de escamas brancas de psoríase resultam de quando a velocidade com a qual são substituídas as velhas células não muda, enquanto que as novas células empurram até a superfície da pele, dez vezes mais rápido do que o normal, e em seguida se acumulam formando placas avermelhadas e, por vezes, acompanhadas de coceira.

Os locais mais comuns da psoríase são os braços, a base das costas ou no couro cabeludo, mas qualquer parte do corpo pode ser afetada. Em casos graves, as placas poderiam se propagar, as unhas poderiam se quebrar, e em uma terça parte dos casos de psoríase, se desenvolve uma forma de artrite com dor e inchaço em diversas articulações.

Considerada medicamente como uma doença crônica de origem desconhecida, a psoríase poderia afetar interminavelmente ou poderia desaparecer e permanecer em remissão durante meses ou anos. A hereditariedade é um fator: um em cada três casos de psoríase têm um histórico familiar desta doença.

Alguns casos poderiam ser causados por um metabolismo deficiente (particularmente das gorduras) ou um desequilíbrio hormonal; outros poderiam ser causados por qualquer motivo.

Entre as causas se encontram o estresse emocional, as infecções, as reações a medicamentos prescritos para as doenças cardíacas ou outras doenças, e pele danificada pela irritação ou ressecamento.

Vitaminas e Minerais para a Psoríase

A psoríase é tão caprichosa que o que dá bons resultados para uma pessoa ou para um ataque, poderia não funcionar na próxima vez. As vitaminas e minerais poderiam ajudar a minimizar o desconforto e reduzir a frequência dos ataques.

Leia também: “Psoríase Causas e Sintomas“.

Vitaminas para a Psoríase

Vitamina A. Em forma de betacaroteno, de 30.000 a 50.000 unidades internacionais UI diárias durante um mês e, em seguida, 25.000 UI durante três meses. Se a psoríase não desapareceu, você pode repetir a sequência ou, com a permissão do médico, pode usar uma dose mais elevada de betacaroteno ou vitamina A em forma de emulsão.

Complexo B. Um comprimido de todas as vitaminas B, uma ou duas vezes por dia, além das vitaminas B6 e B12 adicionais.

Vitamina C. Com bioflavonoides, de 500 a 5.000 miligramas em doses diárias divididas.

Vitamina E. De 300 a 800 unidades internacionais UI diárias. Quando combinada com a aplicação tópica de óleo de vitamina E, alguns casos relutantes têm desaparecido completamente em seis semanas.

Vitamina D. Além de produzir vitamina D na pele, os raios ultravioletas do sol combatem a psoríase atrasando a rápida proliferação das células da pele. A exposição deve ser moderada para prevenir a possibilidade de queimaduras solares (que podem causar placas de psoríase em áreas saudáveis), e uma loção de proteção solar pode ser aplicada sobre a pele saudável para evitar o risco de câncer. As lâmpadas ultravioleta e as lâmpadas de calor infravermelho são benéficas em alguns casos, mas não são tão eficazes como os raios ultravioleta do sol.

Minerais para a Psoríase

Cálcio e de magnésio de 500 miligramas de cada um por dia. Alguns pesquisadores também recomendam mais de 500 miligramas de magnésio.

Zinco de 50 a 75 miligramas por dia. Em um estudo, o sulfato de zinco oral trouxe alívio aos pacientes que sofriam de artrite psoriática, assim como lesões de pele causadas pela psoríase.

Leia também: “Remédios Naturais Para Psoríase Em Placas“.

Recomendações para Pessoas com Psoríase

  • Controle do estresse. Existem estudos recentes que indicam que o estresse ou tensão emocional podem causar placas de psoríase em 50% a 62% das pessoas vulneráveis à doença.
  • Praticar técnicas de relaxamento durante os períodos de remissão poderia combater o estresse antes que cause um ataque. Quando a psoríase está ativa, combinar remédios com relaxamento e imagens mentais de uma pele saudável substituindo as placas escamosas, com frequência reduz o desconforto e acelera a cura.
  • Nadar no mar é um antigo remédio para a psoríase. Estudos realizados em balneários perto do Mar Morto, em Israel, mostram que 85% a 95% dos psoriáticos, que combinam um banho de mar diária com a exposição ao sol, eliminam completamente os sintomas, ou os reduzem significativamente dentro de um mês.
  • Como substituto da água do mar, é possível dissolver na água do banho de 453 gramas a 1,800 quilos de sal marinho (disponível em lojas de alimentos naturais), ou se possível aplicar água do mar engarrafada nas placas escamosas várias vezes por dia com um pedaço de algodão.