O ácido linoleico é um ácido graxo essencial para o organismo humano, o qual não pode ser sintetizado por si só, mas precisa ser ingerido através da sua dieta. Normalmente o absorvemos dos lacticínios, carnes (já que se encontra na gordura animal) e óleos vegetais; mas os nutricionistas o converteram em suplementos encapsulados, ao ter descoberto há duas décadas a sua capacidade de reduzir a gordura corporal e estimular a formação de massa muscular.

A forma como é administrado como um suplemento dietético e para os fisiculturistas é conjugado, e se conhece como CLA, respondendo a sua sigla em inglês (Conjugated Linoleic Acids). Este suplemento inibe a ação da enzima que transporta as gorduras a partir da corrente sanguínea para as células adiposas, evitando em consequência que estas se estabeleçam e se acumulem; e gera a eliminação da gordura acumulada estimulando o sistema linfático.

Ácido Linoleico Conjugado: Suplemento Para o Controle de Peso

Além disso, o CLA aumenta a ação da enzima que ajuda a converter a gordura em energia, o que por sua vez termina estimulando a atividade física a gerar mais músculo. Mas também aumenta os níveis de linfócitos no sangue. Estudos mostram que o ácido linoleico conjugado, então, reduz a gordura corporal e os níveis de colesterol, aumenta a massa muscular, atua como um antioxidante e melhora o sistema imunológico. A revista americana The American Journal of Clinical Nutrition comprovou que as pessoas que tomavam suplementos de ácido linoleico conjugado perderam cerca de 100 gramas de peso por semana, atingindo meio quilo mensalmente.

Os estudos realizados para testar as capacidades e possíveis efeitos do CLA não oferecem segurança quanto a consequências adversas. Sabe-se que em longo prazo aumenta a resistência à insulina, por isso as pessoas com diabetes não podem tomá-lo. Além disso, a Universidade de Wisconsin (EUA) divulgou que o CLA aumenta a proteína C reativa e a lipoproteína no sangue, o que pode causar complicações cardíacas. Além disso, se somos mulheres que estão amamentando não devemos tomá-lo, já que diminui a quantidade de gordura que passamos para o nosso bebê através do leite, o que pode resultar em que o bebê não possa obter nutrientes necessários da amamentação.

Os efeitos ótimos do CLA se revelam se o consumo é acompanhado de uma rotina de exercícios e uma dieta hipocalórica. Geralmente recomenda-se que sejam consumidos 3 gramas por dia; mas sempre que decidirmos experimentar sua ação devemos nos aconselhar primeiro com um profissional, que saberá nos indicar a quantidade adequada para o nosso corpo e objetivos.

Para mais informações, recomendamos a leitura do artigo "Os Melhores Suplementos Para Aumentar A Massa Muscular".