Parece contraditório, à primeira vista, já que as amêndoas, ao serem um fruto seco, são calóricas. Isso é assim, já que um punhado fornece entre 150 e 200 calorias. Ou seja, se você consumir um punhado de amêndoas como lanche duas vezes por dia, isso equivale ao consumo de 400 calorias, o que poderia ser responsável por 20% do consumo total calorias!

No entanto, aqui vem a surpresa: foi demonstrado que as pessoas que consomem uma maior quantidade de amêndoas são menos propensas a engordar! Um grupo de cientistas espanhóis analisou os dados sobre a dieta e a saúde de quase 9.000 pessoas e descobriu que aquelas que consumiam amêndoas, pelo menos duas vezes por semana reduziram a probabilidade de ganhar peso em 31% em comparação com aquelas que não o faziam.

Alguns pesquisadores escoceses observaram que incorporar amêndoas na dieta durante 10 semanas não provocava um aumento de peso, já que os participantes do estudo tendiam a reduzir o consumo de outros alimentos. Chegaram a conclusão de que o consumo das saudáveis amêndoas não engorda.

Por outro lado, os cientistas do Departamento de Alimentação e Nutrição da Universidade de Purdue, Indiana, estudaram muito de perto os efeitos de consumir amêndoas; para isso, pediram a 13 voluntários que gozavam de boa saúde que consumissem cerca de 10 amêndoas, mastigando-as 10, 25 ou 40 vezes.

Amêndoas Ajuda a Emagrecer Sim!

Mastigar as amêndoas “inibiu intensamente a sensação de fome”, disseram os pesquisadores na revista American Journal of Clinical Nutrition. Além disso, aumentou a sensação de saciedade depois de comê-las. A quantidade ideal de mastigação para obter estes resultados foi estabelecida em 25 vezes por mordida (10 foi considerado insuficiente e 45 muito).

Além de ajudar a controlar o peso, comer amêndoas simplesmente resulta benéfico para a saúde. Em um estudo publicado na revista British Journal of Nutrition, os cientistas acompanharam de perto os hábitos alimentares de 81 pessoas e depois de seis meses lhes pediram que continuassem comendo como de era de costume anteriormente adicionando cerca de 55 gramas de amêndoas por dia, o que representava 220 calorias e 16 gramas de gorduras adicionais.

Qual foi o resultado? Ao incorporar as amêndoas acabaram consumindo menos calorias e menos gorduras do que aquelas pessoas que ingeriam antes de adicioná-las. Também, tomavam menos sódio, menos colesterol dietético e menos açúcar.

Leia também: “Benefícios do Leite de Amêndoas“.

Amêndoa Domina a Síndrome Metabólica e Permite Perder Peso

Alguns pesquisadores do Centro Médico Nacional City of Hope, na Califórnia, realizaram um estudo sobre a perda de peso em que também mediram os parâmetros da síndrome metabólica. Para 65 participantes foi prescrito um plano dietético baixo em calorias e cerca de 70 gramas de amêndoas, enquanto que outro grupo seguiu o mesmo regime e também consumiu alimentos que igualavam as amêndoas em calorias e proteínas.

Depois de seis meses, o grupo tratado com amêndoas havia perdido 62% mais de peso e 50% mais de gordura abdominal, apresentava 56% menos de gordura corporal e havia reduzido a pressão arterial sistólica em 11% (enquanto que no outro grupo, não houve nenhuma alteração). Além disso, aumentou o nível de HDL ou colesterol bom (comparado novamente com nenhuma alteração no outro grupo).

Por outro lado, 96% dos participantes diabéticos tratados com amêndoas conseguiram reduzir a medicação, em comparação com 50% no outro grupo. Em ambos os grupos foram experimentadas alterações positivas nos níveis de açúcar no sangue, de insulina (o hormônio que controla o açúcar no sangue), colesterol total, triglicéridos, LDL e a proporção LDL/HDL.

Uma alimentação baixa em calorias e enriquecida com amêndoas ajuda a corrigir as anomalias associadas à síndrome metabólica, foi a conclusão dos pesquisadores na revista International Journal of Obesity and Related Metabolic Disorders.