Para perder peso de forma saudável, sem maltratar o seu corpo e esse esmagador vício em doces, a dieta circadiana pode se converter na alternativa perfeita.

Ritmo Circadiano e Alimentação:

Respeitar o ritmo biológico é essencial para manter em bom estado o nosso organismo, já que é o responsável por regular o seu bom funcionamento praticamente em todos os sentidos. No entanto, devido ao nosso acelerado ritmo de vida, entre outras muitas razões, costumamos esquecer a sua importância. A dieta circadiana aplica estes princípios ao campo da alimentação.

O termo “circadiano” provém do latim “cerca” (em torno de) e “diano” (dia); ou seja, refere-se aquilo que acontece “em torno do dia”. E é que esta dieta se baseia nas reações que sofre o nosso corpo sofre durante as 24 horas do dia, fazendo alusão as diferentes etapas e horários. A luz e a temperatura, por exemplo, são dois fatores-chave neste processo.

Leia também: “Dieta Para Emagrecer Saudável Ajuda a Prevenir Doenças“.

O que é a Dieta Circadiana?

A dieta circadiana ganhou popularidade em 2006, graças a doutora Daniela Jakubowicz e o seu livro “Nem mais uma dieta! O método circadiano que acelera o metabolismo, controla a fome e o vício em doces e te permite emagrecer para sempre”.

Dieta Circadiana para Perder Peso sem Maltratar o Corpo

Esta dieta nos encoraja a nos alimentarmos de acordo com o funcionamento do nosso ritmo biológico, o que acelera o metabolismo e nos permite emagrecer rapidamente sem colocar em risco a nossa saúde. Trata-se de ingerir os alimentos e quantidades adequados a cada momento do dia.

Cardápio Semanal de uma Dieta Circadiana:

É importante, neste tipo de alimentação, cumprir com alguns requisitos básicos. Por exemplo, o café da manhã deve conter um nível elevado de proteínas, para o qual podemos consumir frutas, ovos, presunto, tomate, mel, iogurte ou frutos secos. O mesmo vale para o almoço, que deve ser composto por alimentos ricos em proteínas, como peixe grelhado, verduras, tomate ou frango, sempre cozido e nunca frito.

Por outro lado, é recomendável não abusar dos carboidratos antes das quatro horas da tarde, já que podem gerar sono e cansaço. Também, esses carboidratos devem ser complexos e não refinados. A partir desta hora é melhor consumir alimentos de baixo teor em açúcares e gorduras, e evitar as bebidas com cafeína para que não alterem os nossos ritmos circadianos.

Como dizíamos, é melhor deixar os carboidratos para a segunda parte do dia. No jantar podemos incluir alimentos ricos nessa substância, a fim de que reparem as células danificadas e desintoxiquem o nosso organismo, como macarrão de trigo integral, sopa de verduras, batatas, pão, cenoura ou cebola. Além disso, devemos evitar qualquer substância estimulante como a teína, a cafeína ou o açúcar.

Nós pudemos comprovar que esta dieta contradiz algumas normas impostas por outros regimes, pois as opiniões a respeito dos hábitos alimentares adequados são muitas e muito variadas. Por isso, convém consultar um nutricionista antes de iniciar qualquer tipo de dieta; ele saberá nos guiar de maneira saudável e eficaz.

Para emagrecer de forma saudável, também recomendamos a leitura do nosso artigo “Cronobiologia: Nutrição Pelo Tempo, Uma Forma Diferente e Inteligente de Perder Peso”.