Dieta Paleo: Princípios E Práticas

Você pode imaginar se alimentar hoje em dia como faziam os homens das cavernas? Existem aqueles que argumentam que biologicamente estamos adaptados a seguir a mesma alimentação que os nossos antepassados. Descubra do que se trata a dieta paleolítica, quais são os alimentos permitidos e quais as críticas daqueles que questionam esta dieta baseada no consumo de carne.

Você já ouviu falar da dieta paleo ou dieta paleolítica? É conhecida também como a dieta dos homens das cavernas ou da idade da pedra? Como indica o seu nome, aqueles que a seguem tentam reproduzir os hábitos alimentares dos nossos antepassados, com o fundamento de que o nosso corpo está geneticamente adaptado a esse tipo de alimentos e não aos produtos processados que consumimos hoje em dia, nem outros alimentos que não existiam quando as pessoas eram nômades, ou seja, se deslocavam de um lugar para outro em busca, justamente, de alimentos.

Você pode imaginar como viviam os homens das cavernas há milhões de anos e em que consistia sua alimentação? O que comiam era: carne, produto da caça e da pesca, e frutas e raízes que colhiam em seu ambiente quando ainda o homem não havia estabelecido a agricultura.

Dieta Paleo: Princípios e Práticas

De acordo com os seguidores da dieta paleolítica, a alimentação mais adequada para o nosso organismo deve se concentrar no consumo de:

  • Carnes e peixes.
  • Verduras e frutas.
  • Frutos secos.
  • Raízes.

A dieta paleolítica exclui o consumo de:

  • Grãos e cereais, incluindo as farinhas (ainda as integrais) e os produtos refinados elaborados com elas.
  • Legumes.
  • Produtos lácteos de todos os tipos.
  • Produtos e óleos processados.
  • Açúcares.
  • Sal.

Leia também: "Dieta Paleo: Como Funciona, o que Comer e o que não Comer na Dieta Paleolítica".

Os amantes da carne, esta ideia de voltar aos costumes dos homens das cavernas pode resultar maravilhosa. No entanto, de acordo com as recomendações do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, da Associação Americana do Coração, da Associação Americana de Diabetes, da Associação de Dietistas Americana e várias organizações profissionais sem fins lucrativos os ingredientes principais da dieta deveriam ser os vegetais e as frutas, acompanhando as proteínas de origem animal (que em áreas costeiras, por exemplo, podem ser predominantemente peixes e não carne vermelha). E, na verdade, vários estudos recentes têm demonstrado que as dietas vegetarianas aumentam a longevidade.

A dieta paleolítica se baseia em uma teoria que não é nova, embora apenas agora esteja se tornando moda. Foi definida pela primeira vez pelo gastroenterologista Walter Voegtlin, em 1975, quem sustentava que os seres humanos são carnívoros, pois temos dentes caninos e molares estriados, uma mandíbula que é projetada para esmagar e rasgar a comida (não para ruminar ou apenas mastigar) e que, como os cães, nos alimentamos de maneira intermitente e podemos sobreviver sem estômago ou cólon. Isto é totalmente diferente do que acontece com os animais herbívoros, que se alimentam continuamente, suas fezes são enormes e seu aparelho digestivo é cinco vezes mais longo, para armazenar a comida.

A teoria de Voegtlin afirma que essas características da anatomia do homem o torna incapaz de se adaptar a uma dieta rica em alimentos de vegetais, especialmente os cereais ricos em carboidratos, assim como uma dieta rica em produtos lácteos, que fornecem lactose. Além disso, sustenta que sem considerar a vitamina C, todos os nutrientes essenciais podem ser obtidos do reino animal.

O bom desta dieta é que evita o consumo de produtos refinados e processados, que têm muitos conservantes, produtos químicos, açúcares e sódio, que podem ser prejudiciais para a saúde. No entanto, como você pode ver, se opõe às recomendações mais comuns para a dieta atual, que sugerem limitar a quantidade de gorduras de origem animal que se consomem, já que podem promover a elevação do colesterol, por exemplo, e o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Da mesma forma, ao evitar os legumes e os cereais, são anuladas as fontes de fibras e vitaminas que têm muitos benefícios para a saúde.

Além disso, há especialistas que questionam a validade dessa teoria e sustentam que, biologicamente, já não somos exatamente iguais aos nossos ancestrais da idade da pedra. Tampouco o são os vegetais, que evoluíram e já não são os mesmos que naquela época, nem os animais atuais, que não consomem o mesmo que aqueles que eram caçados pelos nossos antepassados com tanta habilidade.

E você, o que você acha dessa ideia? Você seguiria a dieta paleolítica? Se você está decidido, lembre-se que, como em outras situações nas quais você vai iniciar qualquer mudança brusca em seus hábitos, é aconselhável consultar um médico, que possa te indicar se é necessário que tenha alguma precaução ou cuidado especial, de acordo com o seu estado de saúde.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Confira Mais Sobre Esse Assuto