A dieta macrobiótica é mais uma filosofia de vida onde convivem o yin e o yang. O yin é o negativo e o yang é o positivo. Os alimentos Yin produzem energia negativa, produzem cansaço, é uma energia fria.

Os alimentos Yang produzem energia quente, energia com atividade e energia boa para o organismo. Os defensores desta dieta macrobiótica dizem que a saúde é mantida graças a um equilíbrio entre yin e yang.

Quais Alimentos Formam o Yin e Quais o Yang?

Os alimentos do Yin, que são a energia negativa, a fraqueza, etc., seriam o açúcar, o mel, o leite, as frutas tropicais e dentro dos alimentos Yang, que seriam os benéficos, se incluiria os cereais, as carnes, os peixes e outras frutas e verduras.

A partir do ponto de vista científico, não existe nenhuma explicação para classificar um alimento como yin e outro como yang.

Leia também: “Entenda a Dieta Macrobiótica e Saiba Quais Alimentos Que a Compõem“.

Como Funciona a Dieta Macrobiótica?

Não há apenas uma dieta macrobiótica, existem 10 tipos diferentes de dietas, variando de -3 a +7.

De -3 até +2, se consome carne, peixe, frutas, verduras, cereais, etc., mas a partir de +3 até +7 a dieta se torna cada vez mais restritiva, já não se consome nem carne, nem peixe, vai se tornando cada vez mais vegetariana e mais rigorosa e, no final, quando chega a +7 praticamente apenas são consumidos cereais.

Quando a Dieta Macrobiótica se Torna Muito Perigosa?

Se a isso adicionarmos que nesta dieta +7 também são restritos os líquidos, temos um perigo de desidratação e inclusive de insuficiência renal e de morte.

Uma dieta macrobiótica -2 a -3 onde se consome carne, peixe, fruta, verduras, alguns cereais, etc., é variada e pode ser seguida. Mas, à medida que se sobe do nível +3, +4… +7, se torna mais restritiva, mais vegetariana rigorosa até que chega a um ponto em que a água é limitada e, nesse momento, se produz um perigo de desidratação e inclusive o perigo de morte.

Quão Perigosa é a Dieta Macrobiótica?

Em 1966, o grande júri de Nova Jersey disse que esta dieta era muito prejudicial para a saúde pública e, no ano de 1973, foi comprovado após uma revisão que haviam algumas preparações macrobióticas, que eram dadas às crianças e que haviam lhes provocado distúrbios de crescimento e de desenvolvimento.

É uma dieta que, à medida que avança, se torna mais vegetariana, mais restritiva, limitando cada vez mais o número de vegetais, o que pode produzir déficits e deficiências muito importantes de vitamina A, D, E, ferro, cálcio, etc., portanto, essa dieta não é nenhum um pouco recomendável.

Qual Dieta Alternativa Podemos Fazer a Dieta Macrobiótica?

Uma ótima alternativa para esta dieta é a dieta mediterrânea que é a melhor que existe hoje em dia em nosso ambiente e que também se baseia no equilíbrio, equilíbrio entre os carboidratos, proteínas, gorduras, muitas verduras e hortaliças, azeite de oliva virgem, mas sobre ela você pode obter informações no artigo “Dieta Mediterrânea – O Que é e Como Fazer a Dieta Mediterrânea”.