A obesidade ou sobrepeso são problemas que afetam cada vez mais pessoas, e cada vez mais pessoas recorrem ao uso indiscriminado de comprimidos, sem tomar a real consciência dos efeitos colaterais dos medicamentos para emagrecer e dos riscos da automedicação. Por isso, neste artigo vamos falar para você, que certamente está preocupado com o seu peso e quer saber qual é a melhor forma de perdê-lo.

Consequências de Tomar Remédios Para Emagrecer:

Certamente, se você sofre de obesidade e também sofre de doenças associadas, estará muito preocupado em perder peso. Não é de admirar, já que a obesidade pode ser abordada a partir de duas perspectivas: médica e estética.

Na verdade, além de desejar se ver melhor, não é que vai minimizar a importância da aparência física e menos hoje em dia, no mundo em que vivemos, mas aqui e agora, a coisa mais importante é a sua saúde.

Encarar a obesidade como um problema de saúde não é um tema menor, esta pode ser a porta de entrada para outras doenças, como, por exemplo: aterosclerose, diabetes, doenças do coração, hipercolesterolemia, hipertensão, etc.

Infelizmente, o principal fator influente para a perda de peso é o estético e, se possível “agora mesmo”, sem importar o que acontece. Perder peso e “já” é uma péssima combinação, porque pode te levar a tomar a decisão errada, tomar diuréticos, laxantes, anfetaminas, preparados, batidos e tudo que você puder pensar, a fim de conseguir o prêmio maior “perder peso”.

Efeitos Secundários dos Medicamentos Para Emagrecer

Mas você, você realmente sabe o que acontece com o seu organismo quando experimenta com tudo isso? Você sabe com certeza quais são os efeitos colaterais dos medicamentos para emagrecer e quais são os riscos da automedicação? Certamente, não.

Leia também: “Comprimidos de Orlistate ou Orlistat 60 mg e 120 mg Para Emagrecer”.

Efeitos Colaterais dos Comprimidos Para Emagrecer:

Em qualquer caso, a seguir você encontrará os diferentes tipos de medicamentos para emagrecer que são utilizados habitualmente; e te mostraremos os efeitos colaterais que alguns desses comprimidos podem causar.

Diuréticos e Laxantes Estes medicamentos induzem a eliminação de líquidos através de urina ou diarreia, produzindo desidratação, perda de vitaminas, minerais, problemas renais, infarto do miocárdio, até mesmo a morte.

Medicamentos Que Inibem a Absorção de Gordura. São encontrados em qualquer farmácia, empresas de alimentos naturais, etc. Este tipo de medicação produz: diarreia, hipertensão arterial, fadiga, interações negativas com outras medicações.

Inibidores de Apetite. Dentro do grupo dos inibidores de apetite encontramos as anfetaminas, que atuam sobre o sistema nervoso produzindo: diarreia, fadiga, cansaço, hipertensão arterial, dependência e morte, em casos extremos.

Medicamentos Que Queimam Gorduras. Geralmente baseados em hormônios da tireoide. O que buscam é aumentar o metabolismo para queimar muitas calorias. Os efeitos colaterais são: nervosismo, dor de cabeça, diarreia, tremores, alucinações, aperto no peito, distúrbios respiratórios, etc.

Estes são alguns dos medicamentos que você pode encontrar em torno da sua casa, que estão ao alcance da sua mão, mas deve ser você e mais ninguém quem decide qual caminho tomar, o supostamente rápido e altamente arriscado (inclusive correndo risco de vida), ou o caminho mais lento e difícil, mas o mais saudável, controlado por um médico e/ou nutricionista, com atividade física e uma dieta hipocalórica adequada.

Os efeitos colaterais dos medicamentos para emagrecer e os riscos da automedicação são muitos e muito graves, inclusive podem te levar a perder a vida. Perder peso, você pode fazê-lo, mas faça de forma saudável e com cuidados profissionais. Dê a você mesmo esse presente, cuide-se!

Leia também: “5 Dicas Para Queimar Calorias de Forma Saudável”.